14:07 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    1274
    Nos siga no

    Kremlin não está interessado em saber o número de munições das milícias do sudeste da Ucrânia, mas espera que tenham quantidade suficiente para conter os ataques do exército ucraniano, comunicou o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.

    "Nós não realizamos no Kremlin a contagem de munições. Esperamos que eles tenham munição suficiente para responder às ações agressivas das Forças Armadas da Ucrânia", disse Peskov ao responder sobre quando poderá se esgotar o estoque de armas das milícias.

    Anteriormente, tanto as autoproclamadas repúblicas independentistas como o exército ucraniano reconheceram a escalação da situação em Donbass, acusando umas às outras pelo aumento de ataques e missões ofensivas na linha de contato, na região de Donetsk.

    Mais:

    Presidente da Ucrânia está em Berlim, mas há combates em Donbass – coincidência?
    Ministério da Defesa ucraniano confirma que está realizando ofensiva em Donbass
    Tags:
    Rússia, Ucrânia, Donbass, Donetsk, Dmitry Peskov, Kremlin, milícias, situação, ataques, exército, armamento, agressão, escalação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar