00:34 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Loja militar Exército da Rússia

    Loja Exército da Rússia oferece desconto a norte-americanos no dia de inauguração de Trump

    © Sputnik / Grigory Sisoev
    Sociedade
    URL curta
    0 70
    Nos siga no

    A loja militar Exército da Rússia, que fica em frente da Embaixada dos EUA em Moscou, oferece um desconto especial de 10% para diplomatas e representantes dos EUA no dia 20 de janeiro por ocasião da inauguração do presidente Trump.

    A loja colocou o banner na sua janela promovendo o desconto.

    O serviço de imprensa da empresa Voentorg, que é proprietária da loja, comunicou à Sputnik International que o evento da promoção prevê que as pessoas apresentem passaporte válido dos EUA recebam um desconto de 10% em todos os artigos militares da loja.

    "A Exército da Rússia também tem uma loja virtual que tem popularidade tanto entre os russos, como entre os estrangeiros. É por isso que nós lançamos eventos de promoção que são dedicados a certas ocasiões", acrescentou a representante da imprensa.

    "O objetivo deste evento consiste em promover os melhores artigos a cidadãos norte-americanos", comunicou a representante.

    Ela acrescentou que vários clientes tinham saído da loja poucos minutos antes da entrevista. Eles compraram presentes para os amigos nos EUA.

    "Todos os clientes dos EUA são pessoas amigáveis e gostam de descontos; ninguém brinca sobre os laços peculiares de Trump com a Rússia", adiantou ela.

    Este é o segundo evento de promoção de tal tipo. A loja Exército da Rússia tinha realizado um evento no período de 8 a 9 de novembro quando tinha oferecido um desconto para cidadãos e diplomatas dos EUA por ocasião das eleições presidenciais norte-americanas.

    Mais:

    Presidente da Síria: EUA não permitirão a Trump combater o terrorismo
    Estados Unidos da Rússia? Internet se comove com Fogos de artifício 'pró-russos' de Trump
    Tags:
    artigos, presidente, inauguração, evento, promoção, desconto, militar, loja, Donald Trump, EUA, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar