17:43 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Refugiados e imigrantes esperam pelo Escritório de Serviços Sociais em Berlim, Alemanha, 11 de setembro de 2015

    Desejos natalinos de Merkel? 60 mil poderão deixar voluntariamente Alemanha em 2016

    © AP Photo/ Bernd von Jutrczenka
    Sociedade
    URL curta
    450742

    A chanceler alemã Angela Merkel espera que 60 mil migrantes deixem Alemanha voluntariamente até final do ano corrente.

    No total, a política pensa que cerca de 100 mil migrantes deixarão o país, mas mais de metade farão isso voluntariamente.

    Um terço do número total dos migrantes serão obrigados compulsivamente a retornar aos seus países de origem, divulgou a política na sexta-feira (25) durante uma conferência em Neumunster, segundo as palavras dela citadas pelo jornal diário Salzburger Nachrichten.

    Merkel sublinhou também que as deportações forçadas aumentarão a disposição dos migrantes para retornar voluntariamente, porque eles poderão receber certos benefícios por fazer isso.

    Atualmente a União Europeia continua vivendo em estado de maior crise migratória desde a época da Segunda Guerra Mundial. No ano passado, mais de um milhão de migrantes e requerentes de asilo chegaram à Alemanha. De acordo com dados do Ministério do Interior alemão, mais de 20 mil migrantes deixaram o país até outubro de 2016.

    Mais:

    Mídia: Merkel vai se recandidatar pela quarta vez
    Depois da eliminação do Daesh os terroristas virão para Europa
    Refugiados: futuro secretário-geral da ONU critica Europa
    Tags:
    refugiados, crise migratória, Angela Merkel, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik