19:58 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    2160
    Nos siga no

    O menino de 6 anos que conseguiu retirar de um rio de montanha um pequenito de três anos, que tinha caído para debaixo do gelo, será condecorado pela Direção Regional do Ministério para Situações de Emergências, informou na terça-feira (1) o serviço de relações públicas da entidade.

    O acidente aconteceu em 17 de abril numa região distante da República de Altai. Várias crianças passeavam sobre o gelo sem supervisão de adultos perto do local de confluência dos rios Bashkaus e Kara-Kudyur.

    A Direção Regional esclareceu que Bashkaus é um rio de montanha de caudal rápido, e naquele momento o gelo já tinha estalado. As crianças brincavam perto da margem. Próximo do local de confluência dos rios havia partes descongeladas que estavam cobertas com neve. 

    "O menino de três anos pisou gelo semiderretido e caiu debaixo do gelo. De súbito o fluxo de água levou-o em direção ao Bashkaus junto com o gelo solto. A criança estava vestida com um casaco de náilon que se encheu como uma boia e serviu de colete de salvamento, mantendo o pequenito à superfície. Perto do local do acidente passeavam dois irmãos – Arutai, de seis anos, e Ezlik, de oito anos. Os meninos viram que a criança tinha caído debaixo do gelo e que a corrente o levava para o rio Bashkaus. Arutai correu em seu socorro, conseguiu agarrar o menino pelo pé arrastando-o para o gelo", diz o comunicado.

    Arutai, de seis anos, tirou o menino de água gelada. Segundo os socorristas, a vida do pequenito foi salva graças ao auxílio prestado pelos "dois pequenos heróis". Depois deste tempo, o prêmio encontrou o herói. Arutai será condecorado no âmbito do concurso Constelação de Coragem na categoria "Crianças Heróis".

    Mais:

    Militares russos e sírios escoltam mulheres e crianças para fora de Aleppo
    Ministério da Defesa russo: Três crianças mortas e 10 feridas em ataque a escola de Aleppo
    Tags:
    gelo, rio, salvamento, vida, ajuda, socorro, crianças, Altai, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar