13:33 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Cabeça do dragão do maior navio viking - Dragon Harald Harfagre

    Saga transatlântica: navio viking chega à baía de Nova York após viagem oceânica

    © flickr.com / AngusInShetland
    Sociedade
    URL curta
    181

    Uma viagem transatlântica de cinco meses a bordo do maior navio viking do mundo – Dragon Harald Harfagre – terminou com triunfo quando a embarcação finalmente atracou na baía de Nova York, depois de atravessar o Atlântico.

    Os marinheiros escandinavos que realizaram viagem perigosa seguindo os passos do seu grande antecessor Leif Eriksson, tiveram que enfrentar condições severas do tempo.

    O navio zarpou do porto de Haugesund, da Noruega, no final de abril. A embarcação recebeu o nome do lendário rei norueguês, Harald Harfagre, admirado e respeitado por ter unido a Noruega em 900.

    No seu roteiro, a equipe de 34 tripulantes de dez nacionalidades passou pelas ilhas Shetland, Faroé, Islândia, Groenlândia, Terra Nova e Grandes Lagos antes de chegar definitivamente a Nova York.

    Capitão do navio, o sueco Bjorn Ahlander, contou ao jornal Sydsvenskan sobre a emoção que sentiu após atracar na baía da Nova York:

    "Passando pela Estátua da Liberdade e indo ao encontro de milhares de pessoas que se juntaram na baía para nos cumprimentar, foi um sentimento maravilhoso para todos os tripulantes."

    Durante a viagem, a tripulação teve que ultrapassar muitos desafios – ventanias, icebergues e tempestades, como seus antecessores, mas também conseguiu deliciar o brilho do sol e até assistir ao casamento de um dos tripulantes na Groenlândia.

    Outra dificuldade enfrentada pela equipe pode estar ligada à criação de harmonia entre os tripulantes. A tenda instalada a bordo da embarcação suportava somente 24 pessoas, por essa razão, enquanto uns dormiam, outros vigiavam.

    "As noites foram especialmente difíceis, quando nós encontrávamos icebergues e banquisas flutuantes que poderiam ter causado danos significativos ao navio. Claro que foi difícil encontrá-los. Mas quando acontecia, apertávamos os dentes e seguíamos em frente, como os vikings faziam", descreve Ahlander.

    O Dragon Harald Fairhair é feito de carvalho, tem 35 metros da proa à popa. O navio tem uma largura de 8 metros, a altura de mastro é de 24 metros e uma vela de seda com 260 metros quadrados. A embarcação está equipada com instrumentos modernos de navegação e também com instrumentos antigos como, por exemplo, uma bússola magnética.

    Leif Eriksson foi o viking norueguês que descobriu a América do Norte por volta do ano de 1000, chamada de Vinlândia, alguns séculos antes da chegada de Cristóvão Colombo.

    Tags:
    gelo, marinheiros, embarcação, tripulantes, navegação, viagem, Groenlândia, Islândia, Noruega, Nova York
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik