03:54 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Silhueta de mulher

    Fiu-fiu vira crime de ódio no Reino Unido

    © AP Photo/ Antonio Calanni
    Sociedade
    URL curta
    0 31802

    A polícia da cidade de Nottinghamshire expandiu suas categorias de crime de ódio, incluindo incidentes misóginos, caracterizados como comportamentos contra uma vítima simplesmente por esta ser mulher, informa o Guardian.

    Avanços sexuais e verbais indesejados, incluindo cantadas na rua, devem ser registradas como um crime de ódio, segundo as novas regras que combatem o abuso sexista.

    Comentando sobre os novos procedimentos, introduzidos em parceria com o Centro das Mulheres de Nottingham, uma dos autores da iniciativa afirma: “Estou muito feliz por estarmos liderando no caminho para combater a misoginia em todas suas formas. É um aspecto muito importante do trabalho global contra crimes de ódio que vai fazer de Nottinghamshire um lugar mais seguro para todas as mulheres”.

    Uma codiretora da coalizão “Pare a violência contra mulheres”, Rachel Krys, declarou em relação à iniciativa: “É ótimo que a polícia de Nottingham se ocupe das solicitações inumeráveis em lugares públicos que são dirigidas a mulheres e meninas. Em uma pesquisa recente se verificou que 85% das mulheres entre os 18 e os 24 anos têm experiência de atenção sexual indesejada em lugares públicos e 45% têm experiência de toque sexual não desejado que pode ser cotado com agressão sexual”.

    Mais:

    Cultura feminista: 6 dicas para ler, ver, pensar e rir na internet brasileira
    A cada duas horas, uma mulher é vítima de agressão sexual no Estado do Rio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik