11:21 29 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    171
    Nos siga no

    O presidente russo Vladimir Putin apelou à oração pelos pilotos militares russos que morreram heroicamente na Síria, disse na segunda-feira (11) o porta-voz do líder russo Dmitry Peskov.

    O presidente russo se encontra agora no mosteiro de Valaam, em uma ilha no lago Ladoga, no norte da Rússia, assistindo a missas solenes na Catedral da Transfiguração do Salvador realizadas pelo patriarca de Moscou e de toda a Rússia Cirilo.

    "O presidente destacou de forma especial que não convém nos esquecermos dos que trabalham, lutam e infelizmente dão suas vidas servindo a nossa Pátria. Nesta relação, ele mencionou os pilotos russos que morreram de forma heroica na Síria dando suas vidas pelo fortalecimento de nossa segurança, disse o presidente", afirmou Peskov.

    O presidente pediu ao patriarca e outros sacerdotes para não esquecerem os que morreram e para rezarem em sua memória, acrescentou o porta-voz do líder russo.

    Há que lembrar que os pilotos militares russos Ryafagat Khabibulin e Yevgeny Dolgin morreram em 8 de julho realizando um voo na região de Palmira na Síria. Os dois pilotos do helicóptero sírio Mi-25 tomaram a decisão de travar a ofensiva do Daesh que se realizava no terreno. Conseguiram parar a ofensiva mas foram abatidos pelos terroristas.

    Por seu turno, o patriarca Cirilo disse ao presidente que nas igrejas ortodoxas por toda a Rússia todos os dias cristãos ortodoxos rezam pelas autoridades, militares e povo russo.

    Depois de assistir à liturgia, Putin comungou.

    Vista pelo arquipélago de Valaam, lado Ladoga, repúblia de Carélia, Rússia (foto de arquivo)
    © Sputnik / Sergei Kompaynichenko
    Vista pelo arquipélago de Valaam, lado Ladoga, repúblia de Carélia, Rússia (foto de arquivo)

    Hoje (11) é o dia de memória dos milagreiros Santos Sérgio e Germano de Valaam, que fundaram este mosteiro conhecido em toda a Rússia. Entre 1917 e 1940, a ilha pertencia à Finlândia. Depois de ter regressado ao território da União Soviética, que lutava contra a religião, a irmandade do mosteiro se mudou para a Finlândia. Em dezembro de 1989, os primeiros monges começaram recuperando a vida do mosteiro.

    Tags:
    igreja ortodoxa, oração, helicóptero, pilotos, terrorismo, Vladimir Putin, Valaam, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar