22:31 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Área interditada pela polícia, em Washington

    Adeus às armas... no Facebook

    © AP Photo/ Susan Walsh
    Sociedade
    URL curta
    262

    A administração da rede social Facebook anunciou que a partir de agora, postagens sobre venda privada de armas fica proibida.

    A proibição só se aplica aos anúncios privados de venda de armas postados na rede social. As postagens feitas por vendedores autorizados ficam isentos da proibição — "sempre que as transações de venda sejam completadas fora do Facebook", disse a porta-voz da empresa, Monika Bickert, citada pelo The Wall Street Journal.

    Além do Facebook, outros sites na Internet, como Craigslist e Amazon, bloquearam também as vendas privadas de armas.

    O Facebook proíbe também anunciar venda de maconha, medicamentos sujeitos a rceita médica e drogas ilegais.

    Mais cedo neste mês de janeiro, o presidente dos EUA, Barack Obama, tinha anunciado uma série de medidas que obrigam os indivíduos que se ocupam do comércio de armas a obtiverem permissão especial e a comprovar o histórico dos seus clientes.

    Não observar esta lei será tratado como um crime pelo governo dos EUA.

    A discussão sobre as armas voltou a ocupar o espaço público estadunidense em 2015, depois de uma série de crimes violentos com uso de armas de fogo.

    Tags:
    rede social, Internet, Facebook, Barack Obama, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik