17:29 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    11614
    Nos siga no

    Os europeus esqueceram quem salvou a Europa da Alemanha nazista, vencendo a Segunda Guerra Mundial. Entre 3 mil respondentes em uma pesquisa internacional, muito poucos lembraram o papel do exército soviético na Segunda Guerra Mundial.

    De acordo com uma pesquisa realizada pela ICM Research e Sputnik, só 13% dos participantes da pesquisa sabem que a União Soviética desempenhou o papel mais importante na vitória sobre o nazismo.

    No Reino Unido, são também 13%. Na Alemanha, a percentagem é maior: 17%. E na França, só 8% dos respondentes disseram que o Exército Vermelho salvou a Europa.

    De acordo com os historiadores, o Exército Vermelho libertou cerca de metade do território europeu (sem contar a parte europeia da Rússia) do nazismo e fascismo nos anos da Segunda Guerra Mundial, sofrendo o maior número de baixas.

    O Exército Vermelho liberou mais de 120 milhões de pessoas em territórios hoje em dia pertencentes a 16 países europeus independentes. Mais seis países foram libertados conjuntamente pelo Exército Vermelho e aliados.

    13% dos europeus sabem do papel do Exército soviético na Segunda Guerra Mundial
    © Sputnik /
    13% dos europeus sabem do papel do Exército soviético na Segunda Guerra Mundial

    No entanto, a maioria dos cidadãos da Alemanha e França acredita que foram os estadunidenses que venceram o fascismo e o nazismo em 1945, esquecendo assim o papel do Exército Vermelho.

    Já os britânicos divergem um pouco, afirmando, na sua maioria, que foi o exército britânico quem libertou a Europa há 70 anos.

    O que causou tanta desproporção entre os fatos históricos reais que demonstram a contribuição do Exército Vermelho para a Vitória e as opiniões de simples europeus que participaram da pesquisa.

    Será a influência da indústria cinematográfica dos EUA, com o Hollywood mostrando militares estadunidenses corajosos sempre "resgatando o soldado Ryan"?

    Vale lembrar também as críticas da comunidade internacional ao presidente tcheco Milos Zeman, que reconheceu, em abril, que foi a União Soviética quem libertou a antiga Tchecoslováquia, o que o motivou para ir a Moscou em 9 de maio para participar da Parada da Vitória.

    Números da pesquisa

    Os resultados da pesquisa demonstram que 61% dos respondentes na França acham que o papel do exército dos EUA foi decisivo na derrota das forças nazistas no continente europeu. Esta percentagem é menor na Alemanha: 52%.

    É ainda menor no Reino Unido, mas com outro viés: aqui, 46% dos respondentes acham que o nazismo e fascismo foram derrotados pelo exército britânico. Só 16% acreditam na vitória dos EUA.

    2% dos respondentes no Reino Unido e 3% na França e Alemanha atribuem a vitória às Forças Armadas de outros países. Já uma média de 22% confessou desconhecer esta página da História.

    A pesquisa foi realizada entre 20 de março e 9 de abril de 2015 no Reino Unido, França e Alemanha, abrangendo 3 mil pessoas (1 mil pessoas em cada país).

    Tags:
    história, pesquisa, Segunda Guerra Mundial, URSS, UE, Europa, Reino Unido, Alemanha, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar