19:44 26 Março 2017
Ouvir Rádio
    Vista do Rio das praias do Rio de Janeiro

    Termina com saldo positivo horário de verão no Brasil

    © AFP 2017/ YASUYOSHI CHIBA
    Sociedade
    URL curta
    Geórgia Cristhine
    0 14513

    O Horário de Verão termina na virada de sábado para domingo, à 0h do dia 22 de fevereiro, para os brasileiros que vivem nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mas com a garantia do Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, de que o procedimento vai ser mantido pelo Governo Federal.

    Segundo Eduardo Braga, apesar de o horário de maior consumo de energia acontecer no início da tarde, o ministro não considera o sistema atual defasado. Ele avalia que ainda vale a pena manter a mudança de horário no país, pois há economia comprovada de energia. “O horário de verão continua representando um descasamento na ponta de carga e uma economia de energia. No período, voltamos para as residências ainda com a luz do dia, o que gera uma economia energética para o país. Portanto, é válido o horário de verão.”

    Ainda de acordo como ministro, o Governo Federal chegou a estudar a possibilidade, este ano, de prorrogar a vigência do horário de verão, devido à crise da falta de chuvas, prejudicando os reservatórios das hidrelétricas, mas a ideia acabou sendo descartada. “Chegamos à conclusão de que o custo-benefício não valia a pena. Portanto, não fomos adiante na ideia.”

    O horário de verão teve início no dia 19 de outubro de 2014, e a estimativa do Governo era uma economia de R$ 278 milhões, com geração de energia térmica no horário de pico. Na edição anterior, a economia foi de R$ 405 milhões.

    Os relatórios finais sobre a economia de energia do período do horário de verão só vão ser concluídos na semana que vem, porém dados preliminares apontam que a redução da demanda, no horário de ponta impactado pelo horário de verão (entre 18h e 21h), tenha sido de até 1.970Mw no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o que representa o dobro da demanda de Brasília, e de 625Mw no subsistema Sul, correspondendo a uma redução total de cerca de 4,5%.

    A previsão de ganhos com redução do consumo total de energia é de cerca de 195 Mwmed no subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que equivale ao consumo mensal da cidade de Brasília, e 55 Mwmed no subsistema Sul, o equivalente ao consumo mensal de Florianópolis.

    A redução total de 250Mw corresponde a um percentual estimado de 0,5%, nos dois subsistemas. Além disso, estima-se que tenha havido um ganho de armazenamento de energia nas hidrelétricas de cerca de 0,4% no sistema Sudeste/Centro-Oeste, e de 1,1% no sistema Sul.

    A função do horário de verão é de aproveitar melhor a luz solar durante o período do verão, estimulando o uso mais consciente da energia elétrica. Entre os meses de outubro e fevereiro, os dias têm maior duração nas regiões subtropicais, por causa da posição da Terra em relação ao Sol. Com o adiantamento de uma hora nos relógios, há uma redução na demanda máxima de energia elétrica durante o período de ponta de carga, período em que ocorre a maior demanda do sistema elétrico brasileiro.

     

    Tags:
    horário de verão, Ministério de Minas e Energia, Eduardo Braga, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik