03:27 20 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    231855
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Joe Biden, conversou nesta terça-feira (13) com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Eles falaram sobre o controle de armas e questões de segurança global.

    Vladimir Putin e Joe Biden discutiram por telefone a intenção de buscar um diálogo estratégico de estabilidade em uma série questões. Entre eles, o controle de armas e a segurança global emergente, disse a Casa Branca em um comunicado na terça-feira (13).

    A conversa foi apenas a segunda entre os dois líderes desde que o norte-americano se tornou presidente, em 20 de janeiro. Ela acontece em meio às crescentes acusações dos EUA contra a Rússia em relação à Ucrânia.

    "Presidente Joseph R. Biden Jr. falou hoje [13] com presidente Vladimir Putin da Rússia. Eles discutiram assuntos regionais e globais, incluindo a intenção dos Estados Unidos e da Rússia de buscar um diálogo estratégico de estabilidade no controle de armas, com base na extensão do Novo Tratado START", diz o comunicado.

    Em janeiro deste ano, os países chegaram a um acordo para prorrogar o tratado Novo START. No mês seguinte, o documento que prevê redução de armas nucleares foi assinado e entrou em vigor. Este foi o primeiro grande acordo entre a Rússia e o presidente Biden. 

    Hoje (13), o norte-americano convidou Vladimir Putin para uma cúpula em um terceiro país, possivelmente a Áustria. "O presidente Biden reafirmou seu objetivo de construir uma relação estável e previsível com a Rússia, consistente com os interesses dos EUA, e propôs uma reunião de cúpula em um terceiro país nos próximos meses para discutir toda a gama de questões que os Estados Unidos e a Rússia enfrentam", diz a Casa Branca.

    "Joe Biden também deixou claro que os Estados Unidos agirão com firmeza na defesa de seus interesses nacionais em resposta às alegadas ações da Rússia, como supostas intrusões cibernéticas e interferência eleitoral", acrescentou a Casa Branca.
    Joe Biden, à direita, abraça seu filho Hunter Biden, à esquerda
    © AP Photo / Andrew Harnik
    Joe Biden, à direita, abraça seu filho Hunter Biden, à esquerda

    A questão na Ucrânia

    O presidente norte-americano pediu à Rússia para diminuir as tensões na Ucrânia. "O presidente Biden enfatizou o compromisso inabalável dos Estados Unidos com a soberania e integridade territorial da Ucrânia". Ele expressou preocupação com o aumento militar na Crimeia e nas fronteiras da região.

    Vale lembrar que ainda nesta terça-feira (13), o ministro da Defesa da Rússia afirmou que os Estados Unidos e a OTAN estão deslocando suas tropas para perto das fronteiras europeias russas. A Rússia, por sua vez, está tomando medidas em resposta às ações militares ameaçadoras.

    Mais:

    'Subestimar a Rússia de Putin é sempre um erro', diz indicado de Biden para chefiar a CIA
    Após receber acusaçoes, Putin convida Biden para conversar: 'Devemos manter relacionamento'
    Erdogan chama de 'esplêndida' resposta de Putin às palavras de Biden
    Tags:
    OTAN, Crimeia, armas pesadas, armas de fogo, armas, Tratado START, Joe Biden, EUA, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar