12:00 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)
    2260
    Nos siga no

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse durante a 12ª Cúpula do BRICS que a criação de um centro de desenvolvimento de vacinas do bloco de países deve ser acelerada.

    Após abrir a 12ª Cúpula do BRICS, realizada por videoconferência devido à pandemia de COVID-19, o presidente russo disse:

    "O Fundo Russo de Investimentos Diretos [RFPI, na sigla em russo] fechou acordos com parceiros brasileiros e indianos sobre a realização de testes clínicos da vacina Sputnik V, e ainda com empresas farmacêuticas na China e Índia sobre a abertura no território destes países de centros de produção de nossa vacina, não só para as necessidades próprias, mas também de terceiros países."

    Putin também ressaltou a eficiência das vacinas russas contra a COVID-19, mas ressaltou a dificuldade da produção em massa.

    "As vacinas russas já existem, elas funcionam eficientemente e com segurança, a questão é realizar a sua produção em massa. Não que seja um problema, mas esta é a questão cuja solução temos agora pela frente, acrescentou.

    Na opinião do presidente russo, "é muito importante unir esforços para a distribuição em massa destes produtos entre a população em geral".

    Para tal fim, Putin ressaltou que a Rússia está pronta para cooperar com os países do BRICS no combate à pandemia:

    "Na produção [das vacinas] e sua aplicação, estamos prontos para cooperar com os parceiros do BRICS", afirmou.

    O presidente também elogiou os esforços da China no combate ao coronavírus SARS-CoV-2, causador da COVID-19.

    "A China foi a primeira a enfrentar tal ameaça, a pandemia de coronavírus, demonstrando depois a todo o mundo que é possível lutar contra ela com sucesso".

    O Banco do BRICS reservou parte de seu capital para o combate à pandemia, segundo Vladimir Putin.

    "Nas condições atuais, o trabalho do Novo Banco de Desenvolvimento é extremamente necessário. O banco reservou US$ 10 bilhões [cerca de R$ 54 bilhões] para a luta contra a pandemia. No total, a pasta de projetos de investimento até agora supera os U$ 20 bilhões [aproximadamente R$ 108 bilhões]", acrescentou.

    Ainda quanto à criação de um centro de desenvolvimento e pesquisa de vacinas do BRICS, o presidente disse:

    "Consideramos que é importante acelerar a criação de um centro de desenvolvimento e pesquisa de vacinas do BRICS, [questão] que acordamos há dois anos, por iniciativa de nossos amigos sul-africanos, na cúpula em Joanesburgo."

    Vacina russa

    A Sputnik V, desenvolvida na Rússia, se tornou a primeira vacina do mundo a ser registrada contra o coronavírus.

    Enquanto os testes clínicos mostravam sua eficiência em voluntários, diversos países do mundo, incluindo o Brasil, demonstraram interesse pela vacina.

    Como consequência, o RFPI, patrocinador do projeto de desenvolvimento do imunizante, conseguiu fechar acordos para a produção de pelo menos 500 milhões de doses da vacina fora da Rússia.

    O sucesso da vacina tem atraído o interesse das pessoas em diferentes países do mundo.

    O RFPI, baseado em uma pesquisa de opinião com mais de 12 mil entrevistados em 11 países, anunciou que quatro em cada cinco pessoas gostariam de ser vacinadas com a Sputnik V.

    Cúpula do BRICS

    A Cúpula de Chefes de Estado do BRICS se realiza hoje (17) em formato de videoconferência. A reunião é presidida pelo chefe de Estado da Rússia, Vladimir Putin, e conta com a presença de seus homólogos do Brasil, Jair Bolsonaro, da China, Xi Jinping, da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi.

    O presidente russo lembrou que a presidência da Rússia do bloco se deu sob condições pouco favoráveis, uma vez que a pandemia inviabilizou a organização de eventos no formato presidencial.

    Mesmo assim, foram realizados cerca de 130 eventos do BRICS em 2020, 60 deles em nível ministerial.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de novembro (90)

    Mais:

    Pela 1ª vez, Irã introduzirá toque de recolher em regiões do país contra COVID-19 
    Maduro diz que Venezuela garantirá 10 milhões de doses da Sputnik V
    Rússia e Israel discutem cooperação na luta contra COVID-19; Sputnik V é tema da conversa
    Tags:
    pandemia, vacina, Sputnik V, BRICS, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar