04:39 12 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    5465
    Nos siga no

    A petroleira russa Gazprom Neft pode transferir seu ativo de 20% no Consórcio Nacional de Petróleo venezuelano ao Estado russo.

    No entanto, ainda não há negociações, segundo o chefe da Gazprom Neft, Aleksandr Dyukov, segundo o jornal Kommersant.

    "Dada a atual situação macroeconômica, nós, como segundo participante após a saída da Rosneft, estaríamos dispostos a considerar a possibilidade de vender nossos ativos a uma empresa estatal por analogia ao acordo concluído pela Rosneft. Entretanto, até agora não discutimos a oportunidade dentro da empresa e não tivemos discussões substanciais com terceiros", afirmou Dyukov.

    No dia 28 de março de 2020, a Rosneft anunciou o cessamento de suas atividades na Venezuela e a venda de todos os ativos venezuelanos a uma empresa pertencente ao governo russo, Roszarubezhneft.

    Empresas russas de hidrocarbonetos Rosneft e Gazprom participam de fórum internacional em São Petersburgo, em julho de 2019
    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Empresas russas de hidrocarbonetos Rosneft e Gazprom participam de fórum internacional em São Petersburgo, em julho de 2019

    Em troca dos ativos vendidos, a Rosneft receberia 9,6% de suas próprias ações. O acordo ocorreu logo após os EUA terem imposto sanções à Rosneft Trading, que, por sua vez, ainda não foram canceladas.

    Em meio às sanções dos EUA, a produção venezuelana caiu para o nível de 1945, de menos 0,4 milhão de barris por dia.

    Mais:

    Dois navios desistem de entregar petróleo do Irã à Venezuela após ameaças de sanções dos EUA
    Desenha-se um cenário de pesadelo para a indústria do petróleo offshore
    Teerã diz estar pronta para continuar envio de petróleo à Venezuela se Caracas solicitar
    Tags:
    Rosneft, Gazpromneft, Gazprom, Rússia, Venezuela, petróleo e gás, petróleo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar