13:15 02 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)
    8825
    Nos siga no

    O primeiro medicamento contra a COVID-19 na Rússia, cujo nome comercial é Avifavir, obteve a aprovação do Ministério da Saúde, segundo o registro estatal de medicamentos.

    O registro estatal de medicamentos informa que "o nome comercial é Avifavir", enquanto que o nome químico do medicamente é favipiravir.

    "O Fundo de Investimento Direto da Rússia (RFPI, na sigla em russo) e o grupo ChemRar anunciaram o recebimento do certificado de registro do Ministério da Saúde da Rússia para o Avifavir, medicamento que demonstrou ser eficaz contra a COVID-19 durante os ensaios clínicos", afirmou o RFPI.

    O medicamento foi desenvolvido pelo Fundo de Investimento Direto da Rússia e o grupo farmacêutico ChemRar.

    O medicamento antiviral já circula no Japão desde 2014 contra graves sintomas de gripe. A fase final do teste clínico do Avifavir, aprovada pelo Ministério da Saúde no dia 21 de maio, conta com a participação de 330 pacientes e está em andamento.

    Favipiravir, um medicamento aprovado como antigripal no Japão e desenvolvido pela farmacêutica Toyama Chemical Co., subsidiária da Fujifilm Holdings Co., é exibido em uma fotografia na sede da Fujifilm em Tóquio, 22 de outubro de 2014
    © REUTERS / Issei Kato
    O medicamento Favipiravir

    Os resultados dos testes realizados em diversos centros médicos e científicos mostraram sua alta eficácia.

    "O Afivavir é não apenas o primeiro antiviral registrado contra o coronavírus na Rússia, mas também possivelmente o remédio mais promissor do mundo contra a COVID-19 [...]", afirmou Kirill Dmitriev, responsável do RFPI.

    Além disso, o Avifavir pode ser utilizado nos hospitais russos já a partir do dia 11 de junho, mas não será disponibilizado para venda ao público.

    Desde 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) qualifica como pandemia a COVID-19, doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, na China.

    Até o momento, no mundo há mais de cinco milhões de pessoas contagiadas, enquanto mais de dois milhões já se recuperaram. Além disso, a COVID-19 já provocou 366.883 mortes no mundo.

    Tema:
    Mundo enfrentando pandemia no fim de maio (69)

    Mais:

    Guerra por vacinas: por que China e EUA querem coisas opostas com 'trunfo' contra COVID-19?
    Novos casos de COVID-19 na Coreia do Sul fazem surgir receios sobre 2ª onda da pandemia
    Macacos na Índia roubam amostras de sangue de pessoas suspeitas de COVID-19 (VÍDEO)
    Tags:
    remédio, medicamentos, medicamento, Rússia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar