12:08 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    12293
    Nos siga no

    O vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, declarou nesta segunda-feira (20) que Moscou lamenta que os EUA não mudem de posição sobre sua presença militar ilegítima na Síria.

    "O governo legítimo sediado em Damasco não convidou os EUA para o território da República Árabe da Síria, não houve decisão sobre o Conselho de Segurança da ONU, o único órgão que poderia legitimá-lo, por isso é ilegal o que os EUA fazem na Síria com sua presença militar", disse ele a repórteres.

    O vice-chanceler russo disse que Moscou chama a atenção da administração norte-americana sobre este assunto, mas sua posição permanece a mesma.

    "Não vemos como esse comportamento poderia contribuir para estabilizar a situação e gostaríamos de ter a esperança que os EUA finalmente comecem a perceber os impulsos vindos de nós e de Damasco e cumpram sua declaração antes de encerrar sua presença militar em República Árabe da Síria", acrescentou.

    Depois de anunciar em 6 de outubro passado a retirada das Forças Armadas dos EUA da Síria, o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou mais tarde que um pequeno contingente permanecerá em áreas onde há petróleo.

    Mais:

    Militares dos EUA abandonam 2 bases na Síria e seguem rumo ao Iraque, informa mídia
    Síria expressa 'solidariedade plena' ao Irã após ataques a alvos dos EUA no Iraque
    Reportado envio de comboio militar e logístico dos EUA a províncias sírias ricas em petróleo
    Tags:
    forças armadas, Rússia, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar