06:45 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    131037
    Nos siga no

    O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, declarou ao presidente russo, Vladimir Putin, que todo o governo russo deve ser renunciado.

    Falando ao presidente Vladimir Putin após seu discurso na Assembleia Federal, Medvedev disse que o discurso de Putin delineou uma série de "mudanças fundamentais" na Constituição da Rússia.

    "Caro Vladimir Vladimirovich, caros colegas, todos vocês testemunharam a mensagem do presidente da Rússia, Vladimir Vladimirovich, uma vez que o presidente delineou não só as prioridades de trabalho no nosso país para o próximo ano, mas também uma série de mudanças fundamentais na Constituição da Rússia. Essas mudanças, quando adotadas - e muito provavelmente após discussão, como foi dito - trarão alterações significativas não apenas em vários artigos da Constituição, mas também no equilíbrio de poder em geral", disse Medvedev em uma reunião com Putin, após discurso do presidente na Assembleia Federal realizado hoje (15).

    "O Executivo, o Legislativo e o Judicial. Neste contexto, é óbvio que nós, como governo da Rússia, devemos dar ao presidente do nosso país a oportunidade de tomar todas as decisões necessárias para este fim. E sob estas condições, creio que seria justo que, de acordo com o artigo 117 da Constituição da Rússia, o governo russo, na sua composição atual, renunciasse", observou.

    Putin agradeceu a Medvedev pelo seu trabalho e solicitou ao primeiro-ministro e ao gabinete a continuarem o seu trabalho até que um novo governo pudesse ser formado.

    Após a formação do novo governo, Medvedev deverá assumir o cargo de vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, um órgão que aconselha o presidente em assuntos de segurança nacional. Medvedev concordou em assumir o novo papel.

    Encontro oficial entre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro, Dmitry Medvedev, 15 de janeiro de 2020
    © Sputnik / Dmitry Astakhov
    Encontro oficial entre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o primeiro-ministro, Dmitry Medvedev, 15 de janeiro de 2020

    "Dmitry Anatolievich sempre lidou com estas questões, e do ponto de vista do aumento da nossa defesa e segurança. Penso que é possível e pedi-lhe que o fizesse no futuro para lidar com esta mesma característica, esta categoria. Acredito que é possível e vou fazê-lo em um futuro próximo - vou apresentar o cargo de vice-presidente do Conselho de Segurança", disse Putin em uma reunião com membros do governo, lembrando que o presidente é o presidente do Conselho de Segurança.

    O presidente russo dirigiu-se aos legisladores, ministros e outros altos funcionários russos na quarta-feira (15), com o discurso deste ano centrado principalmente na política interna, incluindo a política social e a economia.

    Discurso de Putin a legisladores

    No início do discurso na Assembleia Federal, o líder russo sugeriu que a Duma de Estado russa não só concordasse como aprovasse a candidatura do primeiro-ministro, o que mudaria seriamente o sistema político, mas, ao mesmo tempo, tornaria mais eficaz a interação entre o poder representativo e o poder Executivo.

    Putin apresentou uma série de mudanças que ele disse serem necessárias para a Constituição da Rússia, incluindo novos limites aos poderes de nomeação do presidente. Isto inclui o aumento dos poderes do Parlamento do país na nomeação de membros do governo. O líder russo também propôs a proibição de altos funcionários, incluindo legisladores, governadores, o primeiro-ministro e outros, de poderem ter dupla cidadania ou autorizações de residência no exterior.

    As emendas propostas também incluem mudanças esclarecendo que as leis russas têm prioridade sobre as leis internacionais, que contradizem a legislação russa. O presidente da Rússia propôs a realização de um voto popular para fazer essas alterações constitucionais.

    O líder russo escolheu Dmitry Medvedev para o cargo de primeiro-ministro em maio de 2012, e em 2018, após iniciar seu quarto mandato presidencial. Medvedev serviu como presidente da Rússia entre 2008 e 2012, período durante o qual Putin serviu como primeiro-ministro.

    Mais:

    Rússia está à frente no mundo na área de armas nucleares pela 1ª vez na história
    Entenda emendas constitucionais que propõe presidente da Rússia
    Putin: Rússia continuará aumentando potencial de defesa, mas está pronta para desarmamento
    Tags:
    governo russo, Rússia, Vladimir Putin, Dmitry Medvedev
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar