15:20 01 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    9440
    Nos siga no

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que as tropas do governo sírio apoiadas pela Rússia foram capazes de matar líderes militantes perigosos.

    "Realizamos muito no ano passado. A polícia militar realizou operações bem-sucedidas nas Colinas de Golã, Palmira, Aleppo [...] pilotos russos realizaram vôos de vigilância e prestaram apoio aéreo ao exército sírio. Essa cooperação ajudou a liquidar os líderes militantes mais perigosos", disse Putin em um vídeo de sua reunião com o presidente sírio Bashar Assad, publicado pela presidência síria.

    Putin também disse que numerosos problemas permanecem no norte, leste e noroeste do país árabe, apesar do fato de a vida pacífica ter retornado parcialmente.

    "Ainda existem muitos problemas no norte do país, no leste e no noroeste", disse Putin na reunião, acrescentando que estava feliz por ver a vida pacífica retornar a Damasco.

    "Ainda há muito a ser feito para restaurar a economia síria. Estou muito feliz que tenhamos uma oportunidade para nos encontrarmos", disse ele a Assad.

    Nesta terça-feira (7), o presidente russo voou para Damasco para visitar tropas russas alocadas na Síria e se encontrar com o líder do país, Bashar Assad.

    A visita de Putin à Síria ocorre em meio a intensas tensões no Oriente Médio, já que o Irã e os EUA trocam ameaças após o assassinato do principal comandante militar do país, Qassem Soleimani, em Bagdá, na semana passada.

    Em 2017, o presidente russo ordenou a retirada das tropas russas da Síria após mais de dois anos de luta bem-sucedida contra organizações terroristas; no entanto, um pequeno número de unidades militares russas permanece nas bases de Hmeymim e Tartus, em apoio aos esforços do exército sírio para combater terroristas. Atualmente, a base aérea de Hmeymim abriga cerca de 30 aviões e helicópteros.

    Mais:

    Polícia Militar russa assume controle de mais uma base dos EUA na Síria (FOTOS, VÍDEO)
    Polícia Militar russa vai manter patrulhamento em Aleppo
    Jornalista conta sobre reação de Trump a uma chamada não atendida de Putin
    Vladimir Putin desembarcou em Damasco e se encontrou com presidente Assad
    Tags:
    Bashar Assad, Vladimir Putin, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar