16:09 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Aula para militares sírios conduzida por especialistas militares da Rússia em uma área de treinamento na Síria

    Ministério da Defesa: Três militares russos foram mortos por terroristas na Síria

    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Rússia
    URL curta
    8018

    O Ministério da Defesa da Rússia afirmou nesta segunda-feira que a gangue armada envolvida no ataque aos militares russos foi eliminada.

    Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, três soldados russos desapareceram depois de realizar uma missão humanitária na província síria de Deir-Ez Zor no final de fevereiro.

    "No final de fevereiro, três militares russos foram emboscados por um grupo de militantes enquanto voltavam de carro após a entrega de ajuda humanitária a um dos assentamentos na província de Deir ez-Zor durante o dia. Os militares russos desapareceram depois de um confronto. "Como resultado de uma série de medidas especiais, os militantes responsáveis ​​pelo ataque ao veículo [dos militares] foram identificados e as mortes de três militares russos em combate no final de fevereiro foram confirmadas", disse a declaração do Ministério da Defesa da Rússia.

    Os militares russos realizam operações humanitárias regulares em toda a Síria e ajudam Damasco com o retorno dos refugiados. Quando a guerra civil no país ainda estava em sua fase mais ativa, a Rússia também estava auxiliando autoridades sírias na resolução do conflito armado, por meio de apoio militar às forças do governo.

    Depois de recuperar a maioria dos territórios apreendidos por terroristas, o governo sírio está agora focado na criação de condições favoráveis ​​para a repatriação de refugiados. Moscou está ajudando Damasco nesse processo, além de fornecer ajuda humanitária a civis e garantir o cessar-fogo.

    A Síria está envolvida em uma guerra civil desde 2011, com as forças do governo combatendo numerosas facções de oposição e grupos terroristas. O conflito agravou significativamente a situação humanitária na República Árabe e obrigou milhões de pessoas a deixarem o país.

    Tags:
    Ministério da Defesa da Rússia, Moscou, Damasco, Deir ez-Zor, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar