14:31 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento do foguete Soyuz-2.1a do cosmódromo Vostochny

    Após incidente, Soyuz adota abastecimento monitorado por vídeo

    © Sputnik / Sergey Mamontov
    Rússia
    URL curta
    2191

    A agência estatal russa, Roscosmos, informou à Sputnik que iniciará vigilância por vídeo no cosmódromo de Baikonur, onde os foguetes Soyuz são abastecidos. A decisão vem após uma emergência durante o recente lançamento do satélite EgyptSat-A.

    "Todos os locais necessários serão equipados [com câmeras de vídeo]", disse Roscosmos, quando perguntada sobre a questão.

    Em fevereiro, uma fonte da indústria espacial disse à Sputnik que a emergência no recente lançamento do satélite EgyptSat-A foi causada pelo esgotamento prematuro do oxidante na Soyuz 2.1b.

    De acordo com a fonte, os sensores que indicam o nível de oxidante foram ajustados de forma incorreta, o que levou à situação de que o recipiente da terceira fase da Soyuz 2.1b estava sub-preenchido com oxidante.

    Como resultado, a terceira fase do foguete Soyuz não conseguiu levar o satélite egípcio como planejado e o booster Fregat foi usado para compensar o erro orbital. O EgyptSat-A foi colocado com sucesso na órbita planejada e está operando em regime normal.

    Mais:

    Primeiro robô antropomórfico russo irá para o espaço em espaçonave Soyuz
    VÍDEO mostra momento assustador durante o acidente com foguete russo Soyuz
    Roscosmos explica causa do acidente do foguete russo Soyuz
    NASA planeja enviar tripulação para EEI em dezembro em espaçonave russa Soyuz
    Tags:
    exploração espacial, Soyuz, Roscosmos, Baikonur, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar