01:59 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, e o presidente russo, Vladimir Putin, em Vladivostok, Rússia.

    Rússia e Japão confirmam interesse em assinar Tratado de Paz

    © AP Photo / Alexei Druzhinin
    Rússia
    URL curta
    340

    Rússia e Japão confirmaram seu interesse em assinar um tratado de paz, mas "ainda há trabalho a ser feito", disse o presidente russo, Vladimir Putin após encontro com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe

    "Vou enfatizar: o trabalho árduo está à frente para criar condições para alcançar soluções mutuamente aceitáveis", disse Putin, falando sobre as perspectivas de assinatura de um tratado de paz.

    Ele disse que a discussão das perspectivas do tratado de paz com Abe levou muito tempo no início do dia. Putin continuou dizendo que a Rússia e o Japão observam tendências positivas na cooperação econômica, mas uma mudança de postura qualitativa ainda não ocorreu.

    "Se falamos de forma geral, então a cooperação econômica Rússia-Japão está se movendo positivamente, há conquistas óbvias. No entanto, em nossa opinião comum com o Sr. Shinzo Abe, ainda não houve uma mudança qualitativa, e o potencial de cooperação entre dois países não são totalmente aproveitados", disse Putin a repórteres após conversar com o primeiro-ministro japonês.

    O presidente ressaltou ainda que a Rússia e o Japão poderiam aumentar o volume de negócios em 50%, para US$ 30 bilhões.

    Comentando as negociações com o primeiro-ministro japonês, o líder russo disse que elas eram mantidas em um ambiente comercial e construtivo.

    Abe esclarece conversas recentes

    O primeiro-ministro japonês também comentou as negociações dizendo que ele e Putin reafirmaram o compromisso com a conclusão do tratado de paz, uma pendência dois países não conseguiram assinar desde o fim da Segunda Guerra Mundial devido à disputa sobre as Curilas.

    Shinzo Abe disse na terça-feira, após negociações com o presidente russo, Vladimir Putin, que os dois falaram abertamente sobre o tratado de paz e saudaram o início das negociações.

    "O presidente Putin e eu discutimos o tratado de paz hoje, sem esconder nada um do outro, e passamos muito tempo nisso. O presidente Putin e eu saudamos o fato de que discussões detalhadas começaram na semana passada entre nossos ministros das Relações Exteriores", disse Abe.

    Sobre a futura cooperação

    O primeiro-ministro japonês acrescentou que ele e Putin haviam instruído os ministros das Relações Exteriores a realizarem outra reunião em fevereiro, possivelmente à margem da Conferência de Segurança de Munique.

    No final do dia, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, também expressou disse que era necessário construir confiança mútua através do desenvolvimento da cooperação comercial e econômica, o que permitiria avançar na questão da conclusão de um acordo bilateral e de um possível tratado de paz.

    "É necessário melhorar a atmosfera de confiança mútua. A melhor maneira de fazer isso é desenvolver cooperação comercial e econômica de todas as maneiras possíveis e em todas as áreas possíveis", disse Peskov a repórteres após negociações entre Putin e Abe.

    Peskov sublinhou que "esta atmosfera permitirá alcançar progressos na questão principal [o tratado de paz]". O porta-voz acrescentou ainda que novas rodadas de negociações entre Moscou e Tóquio serão realizadas no futuro.

    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, Kremlin, Dmitry Peskov, Shinzo Abe, Vladimir Putin, Munique, Curilas, Rússia, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar