14:37 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Navio do grupo permanente da OTAN no porto de Odessa

    Chancelaria: Rússia vai reagir às atividades militares da OTAN perto das suas fronteiras

    © Foto: Marinha da Ucrânia/Anatoliy Odenik
    Rússia
    URL curta
    2130

    A Rússia quer restabelecer as relações com os EUA e a UE, mas irá reagir às atividades da OTAN perto das suas fronteiras, declarou o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

    Durante sua coletiva de imprensa em Moscou, o chanceler russo sublinhou que, embora a Rússia esteja interessada em melhorar as relações com os seus parceiros ocidentais, o país reagirá à aproximação da infraestrutura da OTAN das fronteiras russas.

    "Continuamos interessados em restabelecer relações normais com os EUA e a UE nos princípios de igualdade e respeito mútuo pelos interesses de cada parte. É evidente que vamos continuar a reagir adequadamente ao aumento das atividades militares da OTAN e à aproximação da infraestrutura militar da aliança das fronteiras russas", declarou o ministro durante sua coletiva de imprensa em Moscou.

    As relações entre a Rússia e os países ocidentais pioraram devido à situação no Leste da Ucrânia, país onde em 2014 ocorreu um golpe de Estado e também por causa da Crimeia, que posteriormente se reunificou com a Rússia após um referendo. 

    Desde então, os EUA, a União Europeia e outros países adotaram vários pacotes de sanções contra a Rússia. A UE e os EUA impuseram restrições contra cidadãos russos, companhias e setores inteiros da economia. Moscou respondeu a essas medidas impondo restrições sobre as importações de produtos alimentícios dos países que apoiam as sanções.

    Tags:
    manobras, OTAN, Sergei Lavrov, Europa, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar