01:37 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Jornalista russo e chefe do portal RIA Novosti Ucrânia, Kirill Vyshinsky, no tribunal de Kherson enquanto este considera a apelação do caso, 1º de junho de 2018

    Internautas estão perplexos por jornalista russo preso na Ucrânia não sair na capa da Time

    © Sputnik / Stringer
    Rússia
    URL curta
    662

    A revista norte-americana Time parece ter esquecido algo, ou melhor, alguém, realmente importante, mas um usuário do aplicativo de mensagens Telegram remediou rapidamente essa falta.

    A época do Natal está se aproximando rapidamente e a Time decidiu publicar quatro capas em vez de uma para sua "Pessoa do Ano", apresentando as pessoas mais influentes desse ano e prestando homenagem aos jornalistas presos ou mortos enquanto trabalhavam.

    As capas rapidamente chegaram às mídias sociais e, enquanto os usuários na Europa e nos EUA elogiavam o gesto e as homenagens, na Rússia a publicação causou polêmica.

    Um dos seguidores de um canal do Telegram enviou uma imagem que, segundo ele, estava faltando na revista, chamando isso de “EXTRA TIME”.

    Sua versão de capa da Time mostra o jornalista russo e chefe do portal RIA Novosti Ucrânia, Kirill Vyshinsky, que foi detido na Ucrânia.

    Kirill Vyshinsky na capa da Time criada por um usuário
    © Foto : Telegram
    Kirill Vyshinsky na "capa" da Time criada por um usuário

    "Se a Time fosse uma edição honesta, sua capa, que presta homenagem a jornalistas presos ou assassinados, ficaria assim…", comentou outro usuário no Twitter.

    Mais um usuário comentou a "EXTRA TIME" dizendo: "Obrigado! Isso é certo e justo".

    O chefe do portal RIA Novosti Ucrânia foi detido em Kiev no dia 15 de maio deste ano, acusado de apoiar as autoproclamadas República Popular de Donetsk (RPD) e República Popular de Lugansk (RPL). O jornalista pode ser condenado a 15 anos de prisão.

    Em 17 de maio, o tribunal de Kherson autorizou a prisão do jornalista. Sua defesa apresentou apelação, mas esta foi recusada pelo tribunal. Durante uma audiência, Vyshinsky pediu ajuda ao presidente russo Vladimir Putin e também disse que abdicaria da cidadania ucraniana.

    No dia 1º de novembro, o tribunal ucraniano prorrogou a prisão do jornalista até 28 de dezembro.

    Mais:

    Jornalista russo Vyshinsky preso na Ucrânia terá encontro com ombudsman da Rússia
    Mídia russa apela ao presidente da UEFA para que Ucrânia liberte Vyshinsky
    Tags:
    Time, Kirill Vyshinsky, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar