05:24 12 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Grande navio antissubmarino russo Admiral Tributs no porto de Vladivostok

    Ministério da Defesa da Rússia desmente aproximação do USS McCampbell da fronteira russa

    © Sputnik / Vitaliy Ankov
    Rússia
    URL curta
    11171

    O destróier norte-americano USS McCampbell não se aproximou das águas territoriais russas a uma distância inferior a 100 quilômetros, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, general Igor Konashenkov.

    "Na realidade, o destróier de mísseis USS McCampbell nem se aproximou das águas territoriais russas a menos de 100 quilômetros. Além disso, ao longo de toda a passagem pelas águas internacionais, o destróier estadunidense estava sob o controlo do navio antissubmarino da Frota do Pacífico Admiral Tributs, localizado na sua proximidades imediata, e dos aviões da Frota do Pacífico", explicou o porta-voz.

    Ele sublinhou que os militares russos estão monitorando o destróier USS McCampbell, que na quinta-feira se teria aproximado da base naval russa na região e que atualmente está a 400 quilômetros da costa russa, na parte central do mar do Japão (também conhecido como mar do Leste).

    Segundo Konashenkov, a tripulação do destróier " mostra a sua coragem" a mais de 400 quilômetros das águas territoriais da Federação Russa. 

    "As forças da Frota do Pacífico realizam um conjunto de manobras para controlar suas ações [do destróier], bem como as dos outros navios militares nessas águas", revelou o general.

    Anteriormente, a Marinha estadunidense havia informado que, em 5 de dezembro, o destróier USS McCampbell se aproximou do golfo de Pedro, adjacente à costa russa da região de Primorie onde fica a base da Frota do Pacífico russa.

    A porta-voz da Frota do Pacífico dos EUA, Rachel McMarr, disse que a deslocação do navio visa desafiar "as excessivas pretensões marítimas da Rússia e defender os direitos e liberdades em relação ao uso legítimo do mar de que os EUA e outros países desfrutam".

    Tags:
    destróier, Marinha, Pacífico, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik