10:06 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Donald Trump, presidente dos EUA, e Vladimir Putin, presidente da Rússia, debatem em reunião realizada no palácio presidencial da capital finlandesa em 6 de julho de 2018

    Rússia não espera melhoras radicais nas relações com EUA

    © Sputnik / Aleksey Nikolskyi
    Rússia
    URL curta
    351

    O porta-voz presidencial russo comentou o recente encontro entre Vladimir Putin e o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, realizado em 15 de novembro.

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que o breve encontro do presidente da Rússia, Vladimir Putin, com o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, não trouxe mudanças radicais nas relações entre Rússia e EUA, acrescentando que talvez essas mudanças podem não acontecer, pelo menos até que os líderes dos dois países se encontrem novamente.

    "Não houve grandes mudanças, nem podemos esperar que elas venham por partes dos EUA, mas, de qualquer forma, cabe esperar o próximo contato entre os dois presidentes", disse o representante do Kremlin.

    Peskov expressou confiança de que o vice-presidente Pence "transmitirá todas as palavras de Putin ao presidente dos EUA".

    O líder russo, Vladimir Putin, realizou uma breve reunião em 15 de novembro com o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, na recente cúpula da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Cingapura.

    Durante o encontro, que durou alguns minutos, o presidente russo abordou a estabilidade estratégica, em particular a implementação do Tratado de Redução de Armas Estratégias (START-3)medidas de redução e limitação de armas ofensivas estratégicas, bem como os preparativos para a próxima reunião com Trump à margem da cúpula do G20 na Argentina, a ser realizada entre 30 Novembro e 1º de dezembro.

    Mais:

    Nicolás Maduro: turnê latino-americana de Pence foi um fracasso
    Base de lançamento dos EUA no Brasil? Visita de Pence reacende debate de Alcântara
    Tags:
    INF, relações, Donald Trump, Vladimir Putin, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik