01:53 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O foguete-portador Soyuz-FG com a espaçonave tripulada Soyuz MS-10 logo após lançamento do cosmódromo de Baikonur, 11 de outubro de 2018

    Roscosmos abre investigação sobre falha em lançamento da Soyuz

    © Sputnik / Aleksei Filippov
    Rússia
    URL curta
    560

    A Comissão de Emergência da agência espacial estatal russa, Roscosmos, vai estudar fotos do voo da espaçonave Soyuz, que sofreu um acidente nesta quinta-feira (11), disse à Sputnik Sergei Krikalev, diretor-executivo de programas espaciais humanos da empresa.

    "A comissão de emergência acabou de começar a trabalhar e coletará todos os dados", afirmou.
    Mais cedo nesta quinta-feira (11), o veículo de lançamento da Soyuz-FG não conseguiu levar a espaçonave Soyuz MS-10 com a nova tripulação da Estação Espacial Internacional (ISS) para o espaço.

    O cosmonauta russo Alexey Ovchinin e o astronauta da NASA, Nick Hague, conseguiram ejetar em uma cápsula de resgate e fizeram um pouso de emergência no Cazaquistão. Nenhum deles sofreu ferimentos. Este foi o primeiro fracasso de um lançamento espacial tripulado na história moderna da Rússia.

    Algumas fontes próximas do planejamento do lançamento disseram à Sputnik que o acidente pode ter ocorrido devido ao fato de que uma das quatro unidades da primeira fase da Soyuz-FG não conseguiu se separar no momento planejado. O acidente está sendo investigado por uma comissão especial da Roscosmos.

    Todos os voos tripulados para a Estação Espacial Internacional (ISS) foram suspensos devido ao acidente, que agora estão sendo conduzidos apenas a partir do Cosmódromo de Baikonur e apenas na espaçonave russa Soyuz. O primeiro-ministro russo, Yury Borisov, afirmou que espera que a NASA "trate esta situação com compreensão".

    Mais:

    Foguete portador da Soyuz sofre falha durante lançamento; tripulação sobrevive (VÍDEO)
    Cosmonautas russos vão analisar buraco na nave Soyuz em órbita
    Após incidente, naves Soyuz passam por checagem
    Tags:
    exploração espacial, Soyuz MS, Estação Espacial Internacional, Roscosmos, NASA, Nick Hague, Alexey Ovchinin, Yury Borisov, Cazaquistão, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik