14:48 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Apresentação gráfica dos testes do míssil Sarmat utilizada durante discurso do presidente russo, Vladimir Putin, perante a Assembleia Federal, 1º de março de 2018

    Rússia realizou 2 testes com míssil capaz de romper qualquer defesa, diz ministério

    © Foto : Ministry of Defence of the Russian Federation
    Rússia
    URL curta
    5250

    As Forças Aeroespaciais da Rússia realizaram 2 testes do novo míssil balístico intercontinental Sarmat (ICBM) e um teste de lançamento do ICBM Yars durante o ano de treinamento de 2018, iniciado em 1º de dezembro de 2017, informou o Ministério da Defesa da Rússia nesta quinta-feira.

    "As unidades de combate do cosmódromo de testes do estado de Plesetsk realizaram um lançamento do foguete Soyuz-2.1b de classe média, um lançamento do foguete Soyuz-2.1v de classe leve, um lançamento do veículo de lançamento Rokot com várias naves espaciais, 2 lançamentos do míssil balístico intercontinental Sarmat e um teste de lançamento do míssil balístico intercontinental RS-24 Yars", disse a pasta.

    Os lançamentos de testes da Sarmat foram realizados em dezembro de 2017 e março de 2018, acrescentou o ministério.

    Além disso, as Forças Aeroespaciais russas realizaram 14 testes de lançamento de naves espaciais a partir dos cosmódromos de Plesetsk e Baikonur, e realizaram mais de 500 mil sessões de controle de naves espaciais do segmento orbital russo, de acordo com a pasta responsável pela Defesa.

    O ICBM Sarmat foi apresentado pelo presidente russo Vladimir Putin durante seu discurso aos legisladores em março. O presidente disse que o míssil é capaz de romper qualquer sistema de defesa de mísseis, revelando que ele será colocado em operação em 2020.

    Mais:

    Resposta ao míssil balístico de Putin? EUA criam seu próprio 'Sarmat'
    Por que drone submarino Poseidon e míssil balístico Sarmat são invulneráveis?
    Putin: o míssil Avangard estará operacional em breve, o Sarmat- daqui a 1 ano
    Tags:
    Sarmat, RS-24 Yars, icbm, defesa, míssil balístico intercontinental, segurança, Ministério da Defesa (Rússia), Vladimir Putin, Plesetsk, Baikonur, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik