05:30 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, e seu homólogo russo, Vladimir Putin, durante a reunião em Helsinque, Finlândia

    Putin e Trump discutiram crise ucraniana, mas 'sem pontos para concordar'

    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Rússia
    URL curta
    0 20

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o líder norte-americano, Donald Trump, discutiram a situação da Ucrânia durante o encontro em Helsinque, mas não chegaram a nenhum acordo sobre a crise do país. A informação foi divulgada pelo secretário de Estado, Mike Pompeo.

    "Eles discutiram a Ucrânia, não havia muitos pontos em que suas opiniões convergiram. O presidente [Trump] foi firme em trazer ao mundo a ideia de que o caminho de Minsk [acordos de Minsk] é o caminho certo para avançar", disse Pompeo.

    Em fevereiro de 2015, com a ajuda de Rússia, França e Alemanha, Kiev assinou acordos com os rebeldes com o objetivo de suspender as hostilidades e promover reformas para dar um status especial as regiões de Lugansk e Donetsk, no leste ucraniano. Mas, mesmo com os compromissos assumidos, o regime de cessar-fogo segue sendo violado, com ambas as partes trocando acusações sobre violações na região. 

    A primeira cúpul oficial entre Trump e Putin ocorreu em 16 de julho em Helsinque. Os presidentes conversaram pela primeira vez durante mais de duas horas, após as quais as delegações almoçaram em formato expandido e depois responderam a perguntas de jornalistas. 

    Após a reunião, os líderes expressaram interesse em melhorar as relações entre os dois países. 


    Mais:

    Ucrânia desenvolve mais um plano para 'retomar e reintegrar' Crimeia
    Guerra civil na Ucrânia ameaça tomar uma nova forma, diz analista militar
    Ucrânia se prepara para interceptar navios russos
    EUA se tornaram os principais importadores de armas pequenas da Ucrânia
    Pentágono se prepara para firmar novos contratos militares com Ucrânia?
    Tags:
    Acordos de Minsk, Vladimir Putin, Donald Trump, Ucrânia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik