12:29 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Mapa político enrolado da Europa. Tais mapas mostrando a Crimeia como parte da Federação Russa estão agora à venda em Simferopol

    Crimeia chama novo plano para 'retomar' península de 'ficção fantasiosa'

    © Sputnik / Andrey Iglov
    Rússia
    URL curta
    781

    O novo plano das autoridades de Kiev para "retomar e reintegrar" a península da Crimeia é semelhante a uma ficção fantasiosa, disse Yuri Gempel, vice-presidente do Comitê do Conselho de Estado da Crimeia para as Relações Interétnicas.

    Anteriormente, o ex-deputado da Suprema Rada (Parlamento da Ucrânia), Aleksei Zhuravko, publicou um plano para "recuperar e reintegrar" a Crimeia até dezembro de 2019, o qual, segundo ele, foi aprovado em 20 de junho deste ano. 

    "É ridículo comentar essa ficção fantasiosa e esse absurdo. É um documento irrealista. Hoje esses sonhadores, em vez de tratarem da economia e melhorarem a vida de seus cidadãos, perdem tempo com declarações indignas e vazias. Não prestamos mais atenção a esses planos das autoridades de Kiev, simplesmente trabalhamos e fazemos tudo para tornar a nossa Crimeia em uma região próspera da Federação da Rússia", disse Gempel à Sputnik.

    Na opinião de Gempel, a elaboração de tais documentos persegue dois objetivos: obter as próximas tranches de financiamento do Ocidente e tentar desviar a atenção do povo ucraniano dos problemas existentes no país.

    Gempel acredita que, com o decorrer do tempo, políticos equilibrados chegarão ao poder na Ucrânia e começarão a estabelecer relações de boa vizinhança e de parceria com a Crimeia como parte integrante da Rússia.

    Mais:

    Guerra civil na Ucrânia ameaça tomar uma nova forma, diz analista militar
    Sol sofre 'apagão' e transforma dia em noite na Rússia (FOTOS)
    Por que Crimeia e Donbass não poderiam ser retomados à força? Político ucraniano explica
    Tags:
    plano, península, Suprema Rada, Kiev, Ucrânia, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik