03:30 21 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Ministério das Relações Exteriores da Rússia

    Moscou: EUA estão pressionando seriamente participantes do acordo iraniano

    © AFP 2018/ Maxim ZMEYEV
    Rússia
    URL curta
    EUA se retiram do acordo nuclear com Irã (32)
    6171

    O ministro interino das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse na coletiva de imprensa com o homólogo filipino, Alan Peter Cayetano, que os EUA estão exercendo uma pressão significativa sobre as outras partes do acordo nuclear iraniano.

    "Nós vemos, e vocês disseram isso com total justiça, que eles [os participantes do acordo nuclear iraniano] serão pressionados e já estão sob uma pressão séria, já se fazem ultimatos sobre a necessidade de suspender o comércio com o Irã, incluindo fornecimento de determinados produtos, compras de petróleo iraniano, avançam prazos limite – 60 dias, 90 dias. É assim o plano de pressão massiva", declarou o chanceler russo.

    Segundo notou, os colegas europeus dizem que estão se preparando para deixar de depender dos EUA nas suas relações comerciais com o Irã e que pretendem tomar medidas de compensação.

    A Rússia é a favor de todas as partes que continuam fiéis ao JCPOA discutirem medidas de compensação pelas sanções unilaterais dos EUA contra o Irã, reforçou Lavrov, adicionando que o que se passa em torno do documento pode causar danos às relações transatlânticas.

    "Uma coisa é certa: os EUA, ao se retirarem do JCPOA [Plano de Ação Conjunto Global], perderam todos os seus direitos em relação ao documento, porque nele há uma série de cláusulas que dão aos participantes certos direitos. Os EUA – pelos vistos, eles não o negam – já perderam todos esses direitos", concluiu Lavrov.

    Recentemente, o presidente norte-americano, Donald Trump, declarou que os EUA vão sair do JCPOA (na sigla em inglês) e prometeu voltar a impor sanções econômicas contra o Irã.

    Tema:
    EUA se retiram do acordo nuclear com Irã (32)

    Mais:

    Rússia e Irã vão continuar cooperação econômica, afirma chanceler iraniano
    Assessor de Khamenei: Teerã não recuará diante da pressão dos EUA
    'Cauda abana cão': Trump trai interesses do seu próprio país, refere especialista
    Tags:
    pressão, Plano de Ação Conjunto Global, Sergei Lavrov, Donald Trump, EUA, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik