15:37 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018

    Diretor do MI5 britânico adverte que Rússia será 'pária ainda mais isolada'

    © AP Photo /
    Rússia
    URL curta
    Caso Skripal: as vítimas se recuperam (28)
    10211

    O diretor-geral do Serviço de Segurança do Reino Unido, Andrew Parker, planeja ameaçar a Rússia com isolamento nesta segunda-feira (14). As informações foram reveladas pela edição Bloomberg que recebeu acesso ao projeto de seu discurso.

    Segundo comunica a Bloomberg, em discurso perante seus colegas europeus, que será realizado nesta segunda-feira (14), o diretor-geral do serviço britânico de informações de segurança interna e antiespionagem tenciona condenar Moscou pelo envenenamento dos Skripal e pela proliferação de notícias falsas.

    Nas palavras de Parker, o envenenamento do ex-agente Sergei Skripal foi um "ato premeditado e planejado" do Kremlin. Tais ações, segundo o discurso, ameaçam fazer com que a Rússia se torne "pária ainda mais isolada" na comunidade internacional.

    Nessa conexão, Parker planeja condenar as autoridades da Rússia pela "grave violação" do direito internacional, adicionando que o nível de "desinformação russa" em torno do caso Skripal é "sem precedentes". Por esta razão, segundo ele, é necessário lidar com ela.

    Em março, o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia foram encontrados inconscientes em um banco de um shopping na cidade britânica de Salisbury.

    O Reino Unido acusou Moscou de orquestrar o ataque que, de acordo com especialistas britânicos, foi utilizado agente nervoso A234. Logo após o incidente, Londres anunciou a expulsão de 23 diplomatas russos. Desde então, mais de 25 países expulsaram diplomatas russos "em solidariedade" a Londres.

    Moscou negou qualquer participação no envenenamento, apontando falta de evidências fornecidas por Londres para fundamentar suas acusações. A Rússia também ofereceu assistência na investigação. No entanto, o pedido de Moscou de amostras da substância química usada para envenenar Skripal foi rejeitado.

    Tema:
    Caso Skripal: as vítimas se recuperam (28)

    Mais:

    Reino Unido reforça discurso antirrusso no caso Skripal
    Presidente tcheco admite que país produziu substância parecida ao do caso Skripal
    Reino Unido supostamente identificou suspeitos de terem envenenado Skripal, diz jornal
    Chancelaria: Skripal teriam sido envenenados pela inteligência britânica
    Líderes latino-americanos comparecerão à Copa de 2018 apesar do caso Skripal
    Tags:
    envenenamento, desinformação, fake news, isolamento, MI5, Sergei Skripal, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik