22:42 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Líder oposicionista Aleksei Navalny, na Praça Pushkinskaya, durante um protesto não sancionado no centro da capital russa, em 5 de maio de 2018

    Cerca de 1.500 pessoas estão participando de protesto antigovernamental em Moscou

    © REUTERS / Stringer
    Rússia
    URL curta
    17522

    Aproximadamente 1,5 mil pessoas estão envolvidas em um protesto não sancionado no centro da capital russa, enquanto a Polícia e a Guarda Nacional da Rússia (Rosgvardia) estão empreendendo medidas para impedir violações da ordem e detêm os que violam as regras, disse à Sputnik a assessoria de imprensa do Ministério do Interior de Moscou.

    "No centro de Moscou está sendo realizado um evento público não autorizado, do qual participam cerca de 1.500 pessoas. A Polícia e a Rosgvardia estão garantindo a manutenção da ordem pública, empreendem medidas para impedir violações e deter os que infringem [as regras] com o fim de lhes imputar a responsabilidade estabelecida pela lei", comunicou a entidade.

    A prefeitura de Moscou autorizou um protesto em 5 de maio, na avenida Sakharov, com um número limitado de participantes (até 15 mil), mas um dos organizadores, o político oposicionista Aleksei Navalny, apelou a um desfile não autorizado pela rua Tverskaya, nas vésperas da tomada de posse do presidente Vladimir Putin.

    Já as autoridades moscovitas qualificaram tais apelos como provocação e comunicaram que, no caso de o protesto ser realizado, as forças de segurança iriam agir em conformidade com a lei. A entidade advertiu Navalny contra a violação da lei, enquanto a defensora dos direitos infantis russa Anna Kuznetsova apelou para não "manipular as crianças envolvidas nas ações de protesto".

    O próprio Navalny foi detido na Praça Pushkinskaya ao fazer um discurso para seus apoiantes.

    Protestos semelhantes estão ocorrendo em outras cidades da Rússia, alguns deles autorizados pelas prefeituras.

    Por enquanto, não há dados oficiais sobre o número de detenções em Moscou e outras cidades, enquanto organizações não governamentais como a OVD-Info informam sobre mais de 150 detenções na capital e mais de 500 em todo o país.

    Mais:

    Desconhecidos abrem fogo em banco na Armênia; há feridos
    Curitiba é tomada por milhares de apoiadores do ex-presidente Lula
    Polícia turca prende dezenas durante manifestação em Istambul
    Tags:
    oposição, manifestação, protesto, Vladimir Putin, Aleksei Navalny, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik