04:14 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Sessão da Duma, na Rússia.

    Rússia dará resposta 'proporcional' às sanções dos EUA, diz legislador russo

    © Sputnik / Vladimir Fedorenko
    Rússia
    URL curta
    6120

    A possível introdução de sanções contra residentes norte-americanos na Rússia será proporcional às medidas impostas por autoridades a indivíduos e empresas russas, disse o vice-presidente do Conselho da Federação Russa de Política Econômica, Vyacheslav Timchenko em entrevista à Sputnik neste sábado (28).

    "Esta será uma resposta análoga, uma resposta proporcional ao passo de inimizade das autoridades dos EUA em relação a indivíduos russos, empresas russas e seus parceiros", disse Timchenko, acrescentando que as medidas de retaliação tomadas pela Rússia "terão certo efeito".

    O oficial do governo também afirmou que as possíveis sanções dificilmente resultariam em uma saída maciça de empresas norte-americanas da Rússia. Especificamente, as empresas que produzem bens que não são produzidos pela Rússia não seriam afetadas.

    No dia 6 de abril, Washington revelou novas sanções contra os supostos esforços globais de desestabilização realizados por Moscou. 

    A lista de sanções divulgadas incluía autoridades governo tais como legisladores, da mesma forma que grandes empresários e empresas privadas ou estatais que estivessem sob seu controle. Em particular, a lista incluía Oleg Deripaska com o Grupo En+, o Grupo GAZ, Basic Element e Rusal; Viktor Vekselberg com o Grupo Renova; Suleiman Kerimov, Kirill Shamalov; o chefe da Gazprom, Alexey Miller; e o presidente do VTB Bank, Andrey Kostin.

    Em 13 de abril, os chefes das bancadas parlamentares e o presidente da Duma, Vyacheslav Volodin, apresentaram um projeto de lei contendo a resposta de Moscou às sanções ocidentais. 

    O documento, se aprovado pelo presidente, apresentará 16 respostas diferentes, incluindo a proibição ou restrição de importações de produtos agrícolas, álcool, tabaco e medicamentos de certos países, bem como exportações de determinados tipos de metais da Rússia. 

    O projeto de lei também  apresenta a possibilidade de suspender a cooperação na indústria nuclear, construção de aeronaves e motores de foguetes.

    A Rússia tem refutado as acusações dos EUA de estar envolvido em atividades ilegais ou de desestabilização.

    Mais:

    Escritora norueguesa 'prevê' destino da Rússia: país entrará em colapso
    Para que Rússia precisa de mísseis de cruzeiro dos Estados Unidos 'capturados'?
    'Rússia foi arrasada': ela destruiu o mais valioso que o Ocidente tinha
    Rússia nega ter sido informada sobre saída da Índia do projeto comum do caça de 5ª geração
    Síria será tema de reunião entre Rússia, Turquia e Irã
    Tags:
    sanções econômicas, Renova Group, RUSAL, Basic Element, En, VTB, GAZ, Gazprom, Duma, Kirill Shamalov, Viktor Vekselberg, Oleg Deripaska, Andrey Kostin, Vyacheslav Timchenko, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik