07:13 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018

    Moscou qualifica 'evidências' de Londres sobre caso Skripal como falsificação global

    © AP Photo /
    Rússia
    URL curta
    Envenenamento de ex-espião russo (102)
    8110

    Poucos dias antes da expulsão de diplomatas russos, o embaixador britânico mostrou aos representantes de embaixadas estrangeiras uma apresentação sobre as alegadas evidências do envolvimento da Rússia no envenenamento do ex-espião, Sergei Skripal.

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, afirmou, nesta quinta-feira (29), que as "evidências ponderáveis" de Londres quanto ao caso Skripal, divulgadas pela embaixada britânica, bem como declarações posteriores, são falsificação global.

    "Agora, quando todo o mundo viu as 'evidências ponderáveis' através da máquina propagandista, fontes não divulgadas, especialistas e de contas falsas nas redes sociais, foi iniciada a difusão de informações que seriam importantes e, desta vez, incontestáveis, pelo embaixador britânico na Rússia durante um briefing. Nem quero supor quais seriam estas evidências incontestáveis da culpa da Rússia, se os colegas britânicos tiveram até medo de pronunciá-las na frente dos representantes do Ministério das Relações Exteriores russo, que não foram convidados para o briefing a portas fechadas", assinalou Zakharova.

    "É claro que se trata de uma falsificação global a nível internacional", acrescentou a representante oficial. 

    Hoje mais cedo, Maria Zakharova comentou que a apresentação do embaixador britânico em Moscou sobre o caso Skripal, mostrada para diplomatas estrangeiros, foi "caótica e incoerente" e parecia uma apresentação feita por crianças da escola primária. Ela frisou que a apresentação não contava com a fórmula da substância usada para envenenar Sergei Skripal, tampouco mencionava o número de pessoas envolvidas no ataque.

    A apresentação de PowerPoint de seis slides foi obtida pelo jornal russo Kommersant. A mídia comunicou que a apresentação quase não deu novas informações sobre o caso Skripal, contudo, o status de Moscou foi alterado de "altamente culpada" no envenenamento do ex-espião para "culpada sem dúvida nenhuma".

    No dia 4 de março, o ex-espião russo, Sergei Skripal, e sua filha Yulia foram encontrados inconscientes perto de um shopping em Salisbury, no Reino Unido, com sintomas de intoxicação grave. A primeira-ministra britânica, Theresa May, acusou a Rússia de estar envolvida no incidente. Moscou vem desmentindo todas as acusações, qualificando-as como "infundadas".

    Tema:
    Envenenamento de ex-espião russo (102)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik