03:41 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    894
    Nos siga no

    Moscou publicou um relatório oficial onde são indicados os navios e aviões militares de outros países que atuam perto das fronteiras russas.

    O jornal oficial do Ministério da Defesa da Rússia, Krasnaya Zvezda (Estrela Vermelha) publicou em 6 de outubro um relatório sobre a atividade das forças militares de outros países nas proximidades das suas fronteiras durante os últimos dias.

    De acordo com o ministério, 17 aviões realizaram voos de reconhecimento perto das fronteiras aéreas da Rússia. Em particular, 15 aeronaves recolheram dados de reconhecimento de áreas estratégicas militares na parte ocidental da Rússia e 2 — no Ártico. Um avião russo levantou voo para efetuar eventual interceptação. No entanto, o relatório destaca que não foram registrados quaisquer incidentes no espaço aéreo russo.

    Quanto às fronteiras marítimas, ao todo, 5 navios militares estrangeiros navegaram em zonas próximas às águas russas.

    Alguns países ocidentais (UE e EUA) intensificaram sua atividade militar nas regiões fronteiriças russas no período em que a Rússia e Bielorrússia realizaram os exercícios militares conjuntos Zapad 2017. No início das manobras, a Força Aérea do Reino Unido e dos EUA enviaram aviões de reconhecimento para patrulharem as fronteiras do país no Báltico. Além disso, nesse período, os EUA aumentaram a sua presença militar nos países da Europa Oriental, enviando, por exemplo, seu material bélico à Polônia.

    Mais:

    Especialista: aviões de reconhecimento da OTAN buscam 'pontos fracos' na defesa russa
    Caças russos interceptaram 14 aeronaves de reconhecimento em uma semana
    EUA formam nova unidade de reconhecimento na Europa
    Rússia e Bielorrússia farão voo de reconhecimento sobre a Polônia
    Tags:
    fronteiras russas, patrulhamento, aviação militar, espaço aéreo, navios, violação, reconhecimento, manobras, exercícios militares, inteligência, Zapad 2017, Ministério da Defesa (Rússia), Polônia, Europa, Reino Unido, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar