19:29 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Um marinheiro na costa russa do mar Cáspio

    Rússia está em risco de perder um dos seus mares

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Rússia
    URL curta
    18722
    Nos siga no

    Devido ao aquecimento global e a outros fatores, daqui a 75 anos parte do mar Cáspio pode secar.

    Um grupo de cientistas da Rússia, Azerbaijão, França e EUA chegou a uma conclusão: toda a parte norte do mar Cáspio, que serve de fronteira natural entre a Rússia e os vizinhos Azerbaijão, Irã, Turcomenistão e Cazaquistão, pode desaparecer em 75 anos.

    De acordo com um relatório publicado no site da American Geophysical Union, os pesquisadores detectaram três principais fatores que afetam o nível das águas no mar Cáspio: o caudal dos rios que nele desaguam, a precipitação e a evaporação. Para fazer esses cálculos, os especialistas usaram dados hidrológicos de diferentes países, entre 1979 e 2015. Os estudos evidenciaram que, desde o início das observações até 1995, o nível do mar Cáspio aumentou a cada ano até 12 centímetros, mas depois começou a declinar.

    "De 1996 a 2015, o nível das águas do mar Cáspio diminuiu de forma constante, cerca de sete centímetros por ano. Durante o período de observação se reduziu em cerca de 1,5 metro", informa a pesquisa.

    A principal razão é o aumento da temperatura da camada superficial da atmosfera, juntamente com a diminuição do escoamento da água das chuvas na região e, consequentemente, do caudal dos rios que alimentam o mar Cáspio.

    Onda gigante atinge a Estrada do Atlântico, na Noruega (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / BERIT ROALD / SCANPIX NORWAY
    De acordo com Clark Wilson, colaborador do Centro de Pesquisas Espaciais, a maior redução no nível da água do mar Cáspio ocorrerá na zona norte, nas costas das regiões russas de Astrakhan, Kalmykia e da república do Daguestão. Atualmente, a profundidade mínima do mar nessa zona é de apenas cinco metros.

    Em outras palavras, a Rússia pode perder um de seus mares no futuro próximo. "Essa parte [do mar] pode desaparecer em 75 anos, se persistir o atual nível de aquecimento", advertiram os cientistas.

    Mais:

    Gigantesco iceberg é arma inesperada do aquecimento global (FOTO)
    Metade das geleiras dos EUA derreteu devido ao aquecimento global
    Aquecimento global pode destruir Antártida
    Tags:
    aquecimento global, natureza, Mar Cáspio, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar