10:22 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Construção de quebra-gelos de projeto 22220

    Rússia revela ambiciosos planos de construção dos mais potentes quebra-gelos nucleares

    © Sputnik / Sergei Mamontov
    Rússia
    URL curta
    2110

    A Rússia está perto de concluir a construção dos três maiores navios de propulsão nuclear, destinados a navegar pelas águas frias do Ártico. Mas os planos não param por aí: a construção de quebra-gelos líderes mais potentes do mundo está na lista de compromissos da Rússia.

    A Rússia lançará seu novo quebra-gelo nuclear Sibir (Sibéria) no dia 22 de setembro em São Petersburgo, informa a Corporação Estatal de Energia Nuclear da Rússia, Rosatom.

    Mais anteriormente, o lançamento do mesmo estava previsto para 26 de setembro.

    "A cerimônia terá lugar em 22 de setembro no Estaleiro Báltico [São Petersburgo]", anunciou o representante.

    O quebra-gelo nuclear Sibir é o segundo navio do projeto 22220. Sua construção foi iniciada em maio de 2015.

    O primeiro quebra-gelo do projeto 22220, que se chama Arktika (Ártico), foi lançado à água no dia 16 de junho deste ano. Tais quebra-gelos como o Arktika, Sibir e Ural serão capazes de acompanhar caravanas de navios em gelos com espessura de até 3 metros, o que sem dúvida prova a liderança da Rússia no Ártico.

    Quebra-gelo Arktika
    © Foto : imprensa da Estaleiros do Báltico
    Quebra-gelo Arktika

    O comprimento de um quebra-gelo nuclear do projeto 22220 vai ser de 173,3 metros, boca — 34 metros, deslocamento — 33,5 mil toneladas, tripulação — 75 pessoas.

    Segundo o cenário previsto, os estaleiros do Báltico vão construir três quebra-gelos: Arktika, Sibir e Ural. Eles vão ser os maiores do mundo.

    No entanto, não é o objetivo final da Rússia. Há também planos de construir mais três novos quebra-gelos nucleares do projeto 10510 Líder.

    Eles são necessários para garantir o transporte de gás natural liquefeito pela rota marítima do norte (Passagem do Nordeste). No entanto, sua construção levará alguns anos, por isso se a Rússia quiser possui-los até 2030, a decisão deve ser tomada em breve, indica o chefe da corporação estatal russa Rosatomflot, Vyacheslav Ruksha.

    Após sua construção, os navios de propulsão nuclear do projeto 10510 Líder se tornarão os quebra-gelos nucleares mais potentes do mundo.

    Mais:

    A verdadeira supremacia: os quebra-gelos russos no Ártico
    EUA sofrem falta de quebra-gelos
    Os 10 maiores quebra-gelos do mundo
    Estaleiros dos EUA avaliam projetos de quebra-gelo e podem adotar o modelo russo
    Marinha da Rússia receberá novo quebra-gelo Ilya Muromets até o fim do ano
    Tags:
    estaleiro, rota marítima, Gás Natural Liquefeito, nuclear, navio, quebra-gelo, Rosatomflot, São Petersburgo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar