02:36 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    O líder interino da República de Chechênia Ramzan Kadyrov

    Líder da Chechênia propõe transferir o Monte do Templo para a Jordânia

    © Sputnik/ Said Tsarnaev
    Rússia
    URL curta
    Conflito em Jerusalém (15)
    22113

    O presidente da República da Chechênia (sul da Rússia), Ramzan Kadyrov, comentou o ataque terrorista no Monte do Templo.

    Ramzan Kadyrov declarou que está disposto a se demitir e dedicar sua vida à segurança da mesquita Al-Aqsa, situada no Monte do Templo na cidade de Jerusalém.

    "Estou pronto para me demitir e servir nas organizações que mantêm a segurança deste santuário de todos os muçulmanos. Para ser voluntário e manter a segurança da Mesquita de Al-Aqsa para o resto da minha vida", escreve ele no Telegram, comentando o ataque terrorista no Monte do Templo em 14 de julho.

    "Estou contra o uso do combate ao terrorismo como instrumento da luta política contra os muçulmanos", acrescentou ele.

    Para evitar os conflitos no futuro, ele propôs transferir todos os direitos sobre o santuário muçulmano para a Jordânia, cujo rei Abdullah II é o guardião dos lugares sagrados do Islã.

    Tema:
    Conflito em Jerusalém (15)

    Mais:

    Kadyrov lidera eleições na Chechênia
    EUA anunciam novas sanções contra o Irã por mísseis e apoio ao terrorismo
    Tags:
    terrorismo atômico, santuário, segurança, Ramzan Kadyrov, Monte do Templo, Chechênia, Israel, Jordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik