20:30 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ação de protesto contra corrupção em Moscou, em 12 de junho de 2017

    Ação de protesto não autorizada tenta ocupar principal rua de Moscou

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Rússia
    URL curta
    40320
    Nos siga no

    Hoje (12) às 14h00 (8h00 horário de Brasília), em meio aos festejos do Dia da Rússia, no centro de Moscou tem lugar uma ação de protesto contra a corrupção, organizada pelo representante mais conhecido da oposição russa, Aleksei Navalny.

    Inicialmente, o protesto deveria ter lugar na Avenida Sakharov que já foi palco de ações parecidas em 2011, 2012 e 2013, porém, ontem à noite o líder do movimento Navalny anunciou aos seus adeptos que a manifestação se deslocaria para a rua Tverskaya, isto é, uma das principais na capital e onde tradicionalmente tem muita gente passeando nos dias feriados.

    O opositor comunicou aos seus seguidores no YouTube que o acordo inicial com as autoridades municipais sobre o lugar do evento se havia quebrado no último momento e apelou para que seus apoiantes saíssem a Tverskaya, sendo que esta rua hoje acolhe os festejos do feriado nacional e tal ação se considera como não autorizada pela prefeitura moscovita.

    ​O porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, afirmou que "não seriam aceites quaisquer provocações ou atos ilegais" durante o protesto não autorizado na rua Tverskaya, dado que a polícia da cidade prometeu evitar qualquer tipo de agressão ou violação da lei.

    Há pouco, a mulher de Navalny comunicou no seu Twitter que o seu marido foi detido na entrada da sua casa menos de uma hora antes da manifestação. Recorde-se que o político foi várias vezes acusado de peculato e já cumpriu diversos períodos de prisão por violação das regras relativas às manifestações públicas.

    ​Em 26 de maio passado, a polícia russa deteve cerca de 500 pessoas durante uma manifestação não autorizada no centro de Moscou, sendo que esta foi igualmente organizada pelo movimento de Navalny.

    Mais:

    Mais de 97% dos crimes de corrupção na Rússia detectados em 2016
    Vladimir Putin quer ser um 'czar moderno'? Com a palavra, o próprio presidente russo
    Putin revela pormenores da vida pessoal na esperada entrevista a cineasta americano
    Tags:
    manifestação, protesto, Kremlin, Aleksei Navalny, Dmitry Peskov, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar