11:06 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Membros das forças iraquianas avançam em direção da parte ocidental de Mossul, no âmbito da operação militar para reconquistar a cidade dos militantes do Daesh, 13 de março de 2017

    'Rússia oferece apoio prático ao Iraque na luta contra terrorismo'

    © AFP 2017/ ARIS MESSINIS / AF
    Rússia
    URL curta
    371370

    A Rússia não só fornece apoio de coordenação ao Iraque na luta contra o terrorismo, mas também fornece armas e treina pessoal militar, disse o vice-ministro russo de Relações Exteriores, Mikhail Bogdanov.

    A atual operação de recaptura de Mossul, realizada pelas tropas iraquianas apoiadas pela coalizão internacional liderada pelos EUA, começou em outubro de 2016 e resultou na liberação da parte oriental da cidade em janeiro deste ano. No entanto, a luta nas áreas ocidentais de Mossul continua.

    "Desejamos aos nossos amigos iraquianos sucesso na luta contra a ameaça terrorista e a rápida libertação de Mossul dos extremistas. Nesse sentido, não só temos coordenação e troca de opiniões, mas também [fornecemos] apoio prático sob a forma de entrega de armas e preparação de pessoal ao longo de nossas linhas do Ministério da Defesa", disse Bogdanov em entrevista à RT.

    Na quinta-feira, um porta-voz da polícia disse à Sputnik que as forças de segurança iraquianas conseguiram se aproximar da Grande Mesquita de Al-Nuri em Mossul.

    A mesquita é um lugar simbólico para o Daesh (autodenominado Estado Islâmico, proibido na Rússia), já que em 2014, o líder Daesh, Abu Bakr Baghdadi, durante sua pregação pública, proclamou um califado nos territórios controlados pelo grupo terrorista no Iraque e na Síria.

    Mais:

    'Vamos acabar com eles': Iraque prevê vitória total sobre o Daesh nas próximas semanas
    Após libertação de Mossul, Iraque conseguirá estabilidade?
    Iraque: Daesh tem os dias contados em Mossul
    Tags:
    Grande Mesquita de Al-Nuri, Daesh, Ministério da Defesa (Rússia), RT, Estado Islâmico, Mikhail Bogdanov, Mossul, Iraque, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik