07:41 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    A doctor draws medicine into a syringe

    Avanço científico: Empresa russa cria inovadora droga antituberculose

    © AFP 2018 / BRENDAN SMIALOWSKI
    Rússia
    URL curta
    0 61

    No Dia Mundial da Tuberculose, comemorado todos os anos no 24 de março, uma empresa russa anunciou a liberação de um novo tratamento de uma das mais mortíferas doenças infecciosas.

    A empresa de biotecnologia Infectex, com sede em Skolkovo, revelou uma droga antituberculose inovadora, altamente eficiente. A droga SQ109 passou todos os testes clínicos necessários na Rússia e alguns nos EUA e em África (locais onde a testagem continua).

    SQ109 é uma molécula pequena chamada 1,2-Etilenodiamina, que tem três mecanismos únicos que diferenciam de outros antibióticos que são usados ​​para tratar a tuberculose.

    A droga atual que está sendo usada para tratar a doença foi criada há mais de 40 anos, mas a doença continua a ser uma ameaça em muitos países, incluindo a Rússia. O produto desenvolvido pela empresa de Skolkovo provou ser mais eficiente até o momento.

    O SQ109 aumenta a atividade de fármacos antituberculose, tais como isoniazida, rifampicina e bedaquilina, e reduz o tempo de cura da tuberculose experimental em camundongos em mais de 30%. O SQ109 poderia substituir um ou vários medicamentos antituberculose atualmente em uso, simplificando a terapia e encurtando o período de tratamento.

    Em estudos de laboratório, o SQ109 demonstrou alta eficácia contra micobactérias causadoras de tuberculose, incluindo cepas resistentes aos tratamentos atuais.

    "O teste provou que no final do 6º mês, em combinação com a terapia padrão, a frequência de cessação da excreção bacteriana no grupo SQ109 PP aumentou para 80% em comparação com o regime de terapia padrão placebo (61%). O SQ109 demonstrou também segurança e alta tolerabilidade", disse o professor Sergey Borisov, o pesquisador-chefe e vice-diretor de Trabalho Científico e Clínico do Centro Científico e Prático Municipal de Moscou para o Controle da Tuberculose do Departamento de Saúde de Moscou.

    Agora, o objetivo dos desenvolvedores objetivo é trazer a droga para os pacientes o mais rapidamente possível, a fim de aumentar a eficácia do tratamento e salvar milhares de vidas, não só na Rússia, mas em todo o mundo.

    Mais:

    Cientistas russos criam fragmento de cérebro eletrônico
    Cientistas russos vão coordenar projeto de biotecnologia do BRICS
    Tags:
    SQ109, Infectex, Departamento de Saúde de Moscou, Centro Científico e Prático Municipal de Moscou, Skolkovo, Sergey Borisov, Estados Unidos, África, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik