13:39 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Soldado sobre ruínas de hospital russo atacado por terroristas em Aleppo

    Chancelaria russa: mundo não se une para combater o terrorismo

    © AFP 2019 / George Ourfalian
    Rússia
    URL curta
    3120

    O fato de a comunidade internacional não conseguir se unir e estabelecer uma frente antiterrorista ampla no Oriente Médio causa pena, declarou o vice-ministro da Chancelaria russa, Mikhail Bogdanov.

    "O fato de a comunidade internacional até hoje não ter conseguido realmente se unir e formar uma frente antiterrorista ampla, sugerida pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Munique no ano de 2007, provoca grandes preocupações", declarou Bogdanov no decurso da conferência sobre Oriente Médio organizada pelo Clube Valdai.

    No segundo semestre de 2016, a Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo) aprovou decreto chamando os parlamentários da Europa, América do Norte, Oriente Médio e outras regiões do mundo para apoiar a Rússia na criação de uma coalizão internacional antiterrorista, que seria chefiada pela ONU.

    Mais:

    Paquistão lança grande operação nacional contra o terrorismo
    Síria acusa EUA, Reino Unido e França de só atrapalharem quem de fato combate o terrorismo
    Irã pode autorizar a Rússia usar seu espaço aéreo para combater terrorismo na Síria
    Shinzo Abe: Japão e EUA de Trump combaterão o terrorismo em conjunto
    Tags:
    antiterrorismo, frente ampla, paz, combate ao terrorismo, coalizão internacional, comunidade internacional, Clube Valdai, Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Duma de Estado, ONU, Mikhail Bogdanov, Vladimir Putin, Oriente Médio, Europa, América do Norte, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar