17:07 07 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    9211
    Nos siga no

    A Rússia, bem como a Bielorrússia e Quirguistão, celebram nesta quinta-feira (23) o Dia do Defensor da Pátria, data que marca o aniversário da primeira ofensiva do Exército Vermelho em 1918.

    Inicialmente, o feriado servia para homenagear os veteranos de guerra e todos aqueles que cumpriam o serviço militar, mas passados anos começou sendo dedicada especialmente aos soldados, sendo que hoje em dia esta data é festejada como o Dia dos Homens. Tradicionalmente, as mulheres dão pequenos presentes aos seus familiares, amigos, maridos e colegas.

    Na Rússia, o Dia do Defensor da Pátria é um feriado nacional, com fogos de artifício e concertos organizados por todo o país.

    ​Neste ano, o presidente russo Vladimir Putin depositará uma coroa de flores junto ao Túmulo do Soldado Desconhecido, se encontrará com a tripulação do grupo naval encabeçado pelo porta-aviões Admiral Kuznetsov que participou da missão na Síria e assistirá a uma série de outros eventos.

    ​Cerimônia solene no Dia do Defensor da Pátria na Embaixada da Rússia na Estônia

    Em 28 de janeiro de 1918, o Conselho de Comissários do Povo (Sovnarkom), estabelecido logo após a Revolução de Outubro de 1917, adotou um decreto-lei que instituiu o Exército Vermelho.

    Em 22 de fevereiro, o Sovnarkom promulgou o decreto, proclamando que o país estava em perigo. No dia seguinte, grandes manifestações ocorreram em Moscou, São Petersburgo (então cidade de Petrogrado) e em outras cidades russas, enquanto milhares de voluntários se alistavam no Exército Vermelho.

    Fogos de artifício marcando o Dia do Defensor da Pátria, em 23 de fevereiro
    © Sputnik / Valeriy Melnikov
    Fogos de artifício marcando o Dia do Defensor da Pátria, em 23 de fevereiro

    Em 1922, foi realizada na Praça Vermelha de Moscou a primeira parada militar, iniciando a tradição dos futuros eventos festivos neste dia.

    Mais:

    Opinião dos norte-americanos sobre Putin e Rússia melhora
    Revolução de Fevereiro: movimento que abriu portas à União Soviética
    Tags:
    feriado, Exército Vermelho, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar