10:07 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Avião de reconhecimento da Força Aérea dos EUA RC-135 (foto de arquivo)

    Aviões de espionagem dos EUA fazem novas manobras junto às fronteiras da Rússia

    © AFP 2017/ GREG DAVIS / USAF
    Rússia
    URL curta
    261594215

    Na manhã desta quinta-feira (8), três aviões de reconhecimento dos EUA se aproximaram novamente das fronteiras da Rússia no mar Negro, informam diversos veículos da mídia russa, apontando como fonte entidades estrangeiras responsáveis pelo monitoramento de aeronaves militares.

    As aproximações foram realizadas por um avião de reconhecimento Boeing RC-135, que após ter deixado a base militar da baía de Suda, na ilha grega de Creta, realizou um longo voo junto à península da Crimeia, e por duas aeronaves de reconhecimento P-8A Poseidon, saídos da base aérea de Sigonella, na Sicília.

    Segundo fontes da imprensa russa, horas depois, na tarde de hoje, um segundo RC-135, também saído da ilha de Creta, foi detectado próximo à Crimeia.

    Destaca-se que todas essas aeronaves são usadas tanto para missões de reconhecimento como para detectar e eliminar submarinos, e que uma dos aviões chegou a se aproximar a cerca de 70 km da principal base na Frota do Mar Negro da Rússia.

    Ontem (7), o Ministério da Defesa da Rússia informou que aviões de espionagem dos EUA por duas vezes tentaram se aproximar da fronteira da Rússia sobre o Mar Negro. Uma das aeronaves chegou a ser interceptada por um caça russo Su-27.

    Especialistas acreditam que as aproximações estão ligadas à realização de exercícios militares Cáucaso 2016, no sul da Rússia.

    Mais:

    Caça russo Su-27 Jet intercepta avião de espionagem dos EUA no mar Negro
    Tags:
    fronteiras, aviões, manobras, espionagem, Boeing RC-135, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik