12:22 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2429
    Nos siga no

    O presidente norte-americano, Joe Biden, "ordenou novas ações militares para interromper e dissuadir ataques, que têm como alvo os interesses dos EUA no Iraque".

    As forças militares norte-americanas conduziram ataques aéreos defensivos de precisão contra instalações utilizadas por grupos de "milícias apoiadas pelo Irã" na região fronteiriça entre o Iraque e a Síria, informou o Pentágono.

    "Os alvos foram selecionados porque estas instalações são utilizadas por milícias apoiadas pelo Irã, que participam dos ataques com veículos aéreos não tripulados contra o pessoal e instalações norte-americanas no Iraque", detalhou o Departamento de Defesa dos EUA em um comunicado.

    O Pentágono explicou que, após uma série de ataques de movimentos radicais apoiados pelo Irã, que têm como alvo os interesses dos EUA no Iraque, Biden "ordenou novas ações militares para interromper e dissuadir estes ataques".

    "Estamos no Iraque a convite do governo iraquiano, com o único propósito de ajudar as forças de segurança iraquianas em seus esforços para derrotar o Estado Islâmico. Os EUA tomaram as medidas necessárias, apropriadas e deliberadas para limitar o risco de escalada, mas também para enviar uma mensagem clara e inequívoca de dissuasão", diz o comunicado.

    Além disso, o departamento assegurou que os EUA atuaram em conformidade com seu direito à legítima defesa e para fazer frente à ameaça, adicionando que os ataques tiveram um alcance limitado.

    Mais:

    Força Aérea do Iraque pode substituir F-16 dos EUA por caças russos, diz mídia
    Daesh teria testado armas biológicas em prisioneiros no Iraque, segundo relatório
    Base aérea no Iraque com forças dos EUA é atingida por drone
    Tags:
    avião de ataque, avião de combate, avião de assalto, EUA, Força Aérea, Força Aérea dos EUA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar