07:27 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2424
    Nos siga no

    O incêndio no consulado iraniano começou após o assassinato de um ativista iraquiano chamado Ihab al-Wazni.

    Vídeos compartilhados nas redes sociais neste domingo (9) mostram consulado iraniano em Karbala, no Iraque, em chamas. A morte do ativista Ihab al-Wazni provocou distúrbios na cidade.

    ​Manifestantes iraquianos cercam o prédio do consulado iraniano em Karbala em resposta ao assassinato de um ativista civil.

    De acordo com relatos da mídia local, Ihab al-Wazni foi morto em um "ataque armado" em Karbala. A imprensa também noticiou que al-Wazni era um oponente da influência do Irã no Iraque, sobretudo dos grupos armados ligados à Teerã no país.

    O consulado iraniano em Karbala condenou o ato terrorista. A agência de notícias Mehr informou que diplomatas iranianos expressaram condolências pela morte do ativista, dizendo que tais ações alimentam "a insegurança e a desestabilização" no Iraque.

    Outras publicações nas redes sociais mostram o consulado em chamas, com manifestantes iraquianos cercando o prédio.

    ​Manifestantes iraquianos cercaram o consulado iraniano em Karbala em meio a protestos contra o assassinato do importante ativista Ihab al-Wazni na cidade, que alguns acusaram milícias alinhadas à Teerã de terem cometido.

    No início do dia (9), manifestantes que se reuniram no funeral de al-Wazni protestaram contra o Irã.

    Mais:

    Israel é uma 'guarnição terrorista' e lutar contra ele é 'dever público', diz líder supremo do Irã
    EUA farão 'tudo o que puderem' para evitar que Irã consiga armas nucleares se discussões falharem
    Sanções contra Irã só serão retiradas se Teerã retornar ao JCPOA, dizem EUA
    Tags:
    Karbala, consulado, incêndio, Iraque, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar