20:03 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 33
    Nos siga no

    Um ataque armado na região oeste do Níger deixou pelo menos 16 soldados nigerinos mortos, sendo que outros dois teriam sido sequestrados.

    A informação foi divulgada por uma fonte anônima das forças de segurança nigerinas à Sputnik.

    "16 soldados nigerinos foram mortos em um ataque armado a uma unidade militar estacionada na vila de Tillia", disse a fonte à Sputnik.

    O informante também afirmou que duas pessoas foram sequestradas por agressores não identificados em meio ao ataque contra os soldados nigerinos.

    Conforme publicou a agência Reuters, outras seis pessoas ficaram feridas, mas ainda não está claro quem foi o responsável pelo ataque. A área onde ocorreu a agressão é conhecida pela presença de grupos jihadistas ligados ao Daesh e à Al-Qaeda (grupos terroristas proibidos na Rússia).

    O ataque foi realizado na região africana do Sahel, considerada uma das regiões mais problemáticas do continente africano devido aos conflitos gerados por atividades de grupos terroristas e também pela imigração ilegal.

    Soldados das Forças Armadas do Níger
    © AP Photo / Rebecca Blackwell
    Soldados das Forças Armadas do Níger

    Desde 2014, a França - que colonizou boa parte da região no passado - lidera a chamada Operação Barkhane, que conta com cinco mil militares no Sahel para conter a ameaça jihadista na área.

    A operação conta com parcelas dos contingentes dos exércitos do chamado bloco G5 do Sahel, que inclui Mali, Burkina Faso, Chade, Níger e Mauritânia.

    Mais:

    Presidente do Chade, Idriss Déby, morre após ser ferido na linha de frente, diz Exército (VÍDEO)
    Governo do Chade anuncia prisão de soldados acusados de estupros no Níger
    Presidente do Níger nomeia novo premiê poucos dias após golpe fracassado
    Tags:
    França, Mauritânia, Chade, Níger
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar