13:20 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    173
    Nos siga no

    O incidente que afetou a rede elétrica da usina de enriquecimento de urânio iraniana em Natanz foi resultado de um ato de sabotagem israelense, informou o The New York Times, citando fontes de Inteligência dos EUA.

    "Dois funcionários de inteligência com informações sobre os danos disseram que os mesmos foram causados ​​por uma grande explosão que destruiu por completo o sistema de energia interno, autônomo e fortemente protegido, que abastece as centrífugas subterrâneas que enriquecem o urânio", escreveu neste domingo (11) a publicação norte-americana.

    Vista da planta de enriquecimento de urânio de Natanz 250 km ao sul da capital iraniana Teerã (foto de arquivo)
    © REUTERS / Fotógrafo da Reuters
    Vista da planta de enriquecimento de urânio de Natanz 250 km ao sul da capital iraniana Teerã (foto de arquivo)

    As fontes, que falaram sob condição de anonimato sobre uma operação secreta de Israel, acrescentaram que "a explosão provocou um duro golpe à capacidade do Irã para enriquecer urânio, e que levaria no mínimo nove meses para restaurar a produção em Natanz".

    Segundo o The New York Times, o incidente, classificado de "terrorismo nuclear" por Teerã, poderia enfraquecer notavelmente a posição iraniana nas negociações que buscam revitalizar o Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA, na sigla em inglês), que também é conhecido como o acordo nuclear do Irã.

    Anteriormente, o Irã alertou que reduziria gradualmente os seus compromissos com o acordo, em particular o que diz respeito ao enriquecimento de urânio, enquanto os Estados Unidos não suspendessem as sanções impostas durante o governo de Donald Trump.

    Mais:

    Irã revela plano para instalar 1.000 centrífugas avançadas para enriquecimento de urânio em Natanz
    Irã comunica 'incidente' em sua instalação nuclear de Natanz
    Irã estaria instalando novas centrífugas IR-4 em Natanz, segundo relatório
    Tags:
    Irã, Israel, sabotagem, programa nuclear iraniano, enriquecimento de urânio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar