07:53 18 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    004
    Nos siga no

    Um carro lotado de explosivos foi lançado contra um restaurante popular na capital da Somália na sexta-feira (5) e deixou ao menos 20 mortos e 30 feridos, reportou hoje (6) a agência de notícias governamental.

    O número de mortos foi confirmado pelo serviço de ambulâncias AAMIN, segundo reportou a Agência Nacional de Notícias da Somália.

    Ao menos 20 pessoas morreram e 30 ficaram feridas em ataque suicida com carro-bomba perto do porto de Mogadíscio.

    Sadiq Ali Adan, porta-voz da polícia, atribuiu o ataque ao grupo extremista local Al-Shabaab, que tem vínculos com Al-Qaeda, organização terrorista proibida na Rússia e em outros países. O grupo costuma realizar atentados com bombas em Mogadíscio e o restaurante Luul Yamani, inclusive, já foi alvo dos terroristas no passado.

    Algumas casas próximas do local chegaram a ruir depois da explosão, que foi registrada na hora do jantar, o que, segundo a polícia, contribuiu para o alto número de mortes.

    As autoridades da Somália reforçaram a segurança em Mogadíscio com milhares de efetivos das forças governamentais por causa de uma manifestação que estava prevista para hoje (6), de uma aliança de líderes opositores contra a demora das eleições gerais. O ato, no entanto, acabou sendo adiado.

    Mais:

    EUA afirmam ter matado 7 terroristas na Somália com ataque aéreo
    Polícia encerra invasão de hotel na Somália que deixou 10 civis e 1 policial mortos
    Trump ordena reposicionamento de quase todas as tropas dos EUA na Somália
    Tags:
    Somália, Al-Shabaab, terrorismo, atentado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar