21:06 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    As Forças Armadas da Etiópia declararam que estão preparadas para uma operação militar com o objetivo de recuperar a cidade de Mekelle, ocupada por forças rebeldes na região de Tigré.

    Neste domingo (22), o porta-voz das Forças Armadas etíopes, coronel Dejene Tsegaye, disse ao canal EBC, conforme cita a agência Reuters, que o país está preparado para "usar tanques", a fim de capturar a cidade de Mekelle, capital da região de Tigré, ocupada pelas forças da Frente Popular para a Libertação de Tigré (TPLF, na sigla em inglês).

    "As próximas fases são a parte decisiva da operação, que é cercar Mekelle usando tanques, finalizando a batalha nas áreas montanhosas e avançando para os campos", afirmou Tsegaye.

    As Forças Armadas da Etiópia alertaram os civis sobre o possível uso de artilharia na cidade. Contudo, segundo a agência, a TPLF declarou que suas forças estavam se mantendo firmes contra as tropas federais na frente sul.

    De acordo com a Reuters, as forças etíopes anunciaram ter tomado a cidade de Idaga Hamus, a 97 quilômetros de Mekelle, porém a agência não pôde confirmar a informação.

    "Nossa força de festa tomou o controle da cidade de Idaga Hamus, que se encontra na estrada entre Adigrat e Mekelle. A força de defesa está avançando para capturar Mekelle, que é o objetivo final da operação", afirmaram os militares etíopes.

    As afirmações dos lados em conflito são difíceis de verificar porque as comunicações telefônicas e pela Internet têm estado interrompidas desde o início dos combates, em 4 de novembro.

    Operação militar continua na Etiópia

    O governo federal tem levado suas forças cada vez mais para o interior da religião de Tigré, que está, de fato, sob controle da TPLF, descrita pelas autoridades etíopes como "junta militar".

    Membros das milícias da região de Amhara se dirigem em caminhão para enfrentar a Frente Popular para a Libertação de Tigré, em Sanja, região de Amhara próxima a fronteira com Tigré, Etiópia, 9 de novembro de 2020
    © REUTERS / Tiksa Negeri
    Militares na Etiópia combatendo rebeldes na região de Tigray

    Os combates entre as forças federais e a TPLF começaram no início de novembro deste ano, quando o governo de Addis Abeba acusou os rebeldes de atacarem uma base militar na região.

    Segundo o embaixador etíope na Rússia, Alemayehu Tegenu, a operação foi conduzida com "máxima atenção para proteger o civis", apesar dos riscos manifestados por autoridades da ONU sobre a deterioração da situação humanitária no norte do país, que fez com que muitos milhares de pessoas deixassem a Etiópia nas últimas semanas para países vizinhos.

    Mais:

    Exército etíope acusa chefe da OMS de favorecer o povo tigré
    Etiópia: 34 mortos em ataque a ônibus de passageiros no noroeste do país
    Militares da Etiópia tomam aeroporto em Tigré e União Africana pede cessar-fogo
    Tags:
    África, rebeldes, Defesa, Etiópia, militar, conflito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar