07:57 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 130
    Nos siga no

    O palácio, localizado no território de Israel, teria servido como centro político, mas foi abandonado, talvez devido a algum desastre natural, teorizam os pesquisadores.

    Em 2009, um grupo de arqueólogos desenterrou um palácio canaanita no sítio arqueológico de Tel Kabri, no norte de Israel. Os pesquisadores disseram que o edifício, maior que um centro comercial moderno, muito provavelmente serviu como centro político para os canaanitas da região, relata a revista National Geographic. A estrutura estava cheia de pinturas murais, tinha um salão de banquetes e porões, nos quais foram encontrados mais de cem potes de vinho.

    Danos causados por terremoto como motivo de abandono de assentamento da Idade do Bronze: Tel Kabri, Israel
    Devastação de terremoto no sítio histórico de Tel Kabri, Israel

    No entanto, no século XVIII a.C., pouco depois de ter sido renovado, o palácio foi abandonado e durante anos os arqueólogos procuraram respostas para esse mistério.

    Pesquisa recente

    Pesquisadores dos Estados Unidos e de Israel afirmam ter encontrado a razão do abandono. Segundo os resultados do estudo, publicado na sexta-feira (11) na revista PLOS One, este teria sido provocado por um desastre natural, como inundação ou seca. Os pesquisadores também procuraram sinais de armas, fogo ou corpos não enterrados para descobrir se houve batalhas ou violência no local.

    Ao longo da escavação, os pesquisadores notaram características do interior do palácio que lhes pareceram bizarras: paredes deslocadas, vários andares inclinados em ângulos inusitados e que pareciam ter sido atingidos por objetos pesados caindo de uma grande altura.

    Danos causados por terremoto como motivo de abandono de assentamento da Idade do Bronze: Tel Kabri, Israel
    Devastação de terremoto no sítio histórico de Tel Kabri, Israel

    A equipe de arqueólogos analisou os grãos finos de sedimentos que cobriam o piso do palácio, e descobriu que continham gesso e material usado para construir paredes. A sua conclusão é que todo o estado do palácio só pode ter sido causado por um terremoto. Os pesquisadores também analisaram os registros de sedimentos do mar Morto, descobrindo que ocorreu um sismo na região por volta de 1700 a.C., época em que o palácio foi abandonado.

    "Isto é arqueologia. [...] As peças estão se juntando. Você descarta hipóteses, obtém hipóteses mais plausíveis, e então eventualmente tem que invocar Sherlock Holmes, certo? Você elimina o impossível e trabalha com o que resta", disse Eric Cline, da Universidade George Washington, EUA, coautor da investigação.

    Os canaanitas são um conjunto de populações que viveram nas regiões do Levante Sul, na área atual de Israel, Jordânia, e territórios pertencentes aos palestinos. A partir de 500 a.C., os gregos da Antiguidade também usavam o nome para descrever as pessoas mais tarde conhecidas como fenícios.

    Mais:

    Raro tesouro de mais de 1.000 anos é encontrado em Israel (FOTO)
    Professor afirma ter encontrado cidade em que Jesus realizou milagres e caminhou sobre as águas
    Crematório mais antigo do Oriente Médio é encontrado em Israel (FOTO)
    Tags:
    Palestina, Jordânia, EUA, Universidade George Washington, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar